<
>

Muricy detona Jorge Jesus por declarações sobre Flamengo e cita 'trairagem' com Paulo Sousa: 'Não teve ética nenhuma'

Em entrevista ao podcast Denílson Show, o coordenador técnico do São Paulo opinou sobre as declarações dadas pelo técnico português em relação ao desejo que tem de voltar ao Flamengo


Coordenador técnico do São Paulo, Muricy Ramalho repudiu as declarações sobre a possibilidade de voltar ao Flamengo dadas pelo técnico Jorge Jesus, na semana passada, em entrevista ao blogueiro Renato Maurício Prado, do UOL. Ao podcast Denílson Show, do pentacampeão do mundo Denílson, o dirigente afirmou que o Mister não teve ética para com o seu compatriota Paulo Sousa, que ocupa o cargo de treinador no Rubro-Negro no momento.

Nas declarações, Jesus revelou o seu desejo de voltar ao ex-clube, com quem conquistou diversos títulos, entre eles o da Conmebol Libertadores e Brasileirão, e inclusive deu prazo para os cariocas o procurarem: 20 de maio. E para Muricy, a atitude do técnico português não pegou nada bem.

"Eu sou meio chato para essas coisas. Não foi legal, cara. Achei muito antiético. Porque está vendo que o Paulo Sousa não está muito legal lá. Pô, ele dá uma declaração dessas, o campeão que ele foi aqui, bom treinador que ele é, e o cara é compatriota dele. Vai me desculpar, mas foi infeliz para caramba. E deu prazo!", começou por dizer.

Muricy ainda citou o semblante de Paulo Sousa neste último domingo (8), após derrota por 1 a 0 para o Botafogo, em clássico válido pelo Brasileirão, disputado no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Para o dirigente são-paulino, o treinador estava visivelmente abatido por conta das declarações de Jesus.

"A gente viu o Paulo Sousa no banco ontem, depois na coletiva, você vê que ele ficou abatido. Porque sentiu uma coisa ruim. Famosa trairagem mesmo. Então não vêm os caras por pano quente. Ele pode ser o melhor do mundo, mas não teve ética nenhuma. Continua sendo bom treinador, mas estamos discutindo o episódio. Teve seus méritos e tal, mas o que ele fez com o companheiro dele não se faz", finalizou.