<
>

Dybala e Gabriel Jesus juntos? Arsenal está na briga com outros três clubes da Premier League por argentino da Juventus

Arsenal está na disputa por Paulo Dybala, da Juventus, mas terá concorrência de rivais na Inglaterra e de outros clubes de fora do país


Quatro clubes da Premier League estão entre os principais times europeus que entraram em contato com os representantes de Paulo Dybala sobre uma possível transferência gratuita ao final da temporada, disseram fontes à ESPN.

Arsenal, Manchester United e Newcastle pediram para serem mantidos informados sobre a situação, enquanto o Tottenham fez contato há algum tempo através do diretor-gerente de futebol do clube, Fabio Paratici.

Espera-se que o atacante de 28 anos deixe a Juventus quando seu contrato atual terminar no final da temporada, já que que as negociações para uma possível renovação falharam. A ESPN também foi informada de que clubes não identificados na Itália e na Espanha sondaram os representantes de Dybala. O jogador deve avaliar suas opções nas próximas semanas, já que a perspectiva de permanecer na Velha Senhora parece cada vez mais improvável.

Acredita-se que a Juventus tenha oferecido a Dybala um novo contrato no valor de cerca de 160 mil libras (quase R$ 1 milhão) por semana já descontados os impostos, mas depois tentou mudar os termos após a chegada de Dusan Vlahovic, contratado junto à da Fiorentina em janeiro.

Fontes insistiram que ainda não há negociações avançadas entre nenhum clube e Dybala. O Arsenal está em busca de pelo menos um atacante para 2022/23, com Gabriel Jesus, do Manchester City, também em consideração.

Espera-se que o United renove sua linha de ataque sob o comando do técnico Erik Ten Hag, enquanto o Newcastle está buscando uma contratação de peso na próxima janela para ajudar a lançar sua nova era liderada pela Arábia Saudita depois de evitar o rebaixamento nesta temporada.

O técnico do Spurs, Antonio Conte, está ansioso para reformular seu elenco ao final da temporada, com Dybala identificado como um possível alvo. O Tottenham negociou para assinar com Dybala em agosto de 2019, quando Mauricio Pochettino estava no comando, mas não conseguiu chegar a um acordo.