<
>

O 'drama' de Rooney, rebaixado na Inglaterra: pontos perdidos, clube à beira da falência e espera por novo dono

Derby County, clube treinado por Wayne Rooney, foi rebaixado nesta segunda-feira (18) para a terceira divisão da Inglaterra


O Derby County, clube em que Wayne Rooney é treinador, teve o rebaixamento para a terceira divisão inglesa confirmado nesta segunda-feira (18).

O Derby dependia do resultado da partida do Reading, mas foi derrotado por 1 a 0 para o Queens Park Rangers, enquanto o Reading empatou por 4 a 4 no final do jogo contra o Swansea City.

Rooney conseguiu livrar o clube do rebaixamento na temporada 2020-21, mas não conseguiu repetir o feito desta vez, quando o Derby caiu para a terceira divisão do futebol inglês.

As chances de sobrevivência do Derby sofreram um duro golpe em novembro, quando foram deduzidos um total de 21 pontos pela Liga Inglesa de Futebol depois que o clube enfrentou problemas administrativos.

"É um dia triste. Estou triste, desapontado, chateado, frustrado, mas orgulhoso", disse Rooney à BBC em sua entrevista pós-jogo.

"Estou no futebol há muito tempo como jogador e agora como treinador e ver essa reação quando um clube é rebaixado, nunca vi isso. Então os torcedores sabem o que todos estão tentando fazer aqui e é uma sensação estranha."

Apesar da turbulência fora do campo, o ex-capitão da Inglaterra e do Manchester United levou o Derby a uma impressionante sequência e o rebaixamento só foi confirmado com três partidas restantes.

Foi um começo difícil para a carreira gerencial de Rooney depois que ele decidiu encurtar seus dias de jogo na Major League Soccer no DC United para se juntar ao Derby e se tornar treinador principal em novembro de 2020.

Rooney disse que só permanecerá no clube na próxima temporada se houver novos proprietários, com o empresário americano Chris Kirchner apontado como o licitante preferido para assumir o cargo.

"A aquisição tem que acontecer. Se a aquisição não acontecer, então eu realmente temo para onde o clube vai acabar", disse ele à Sky Sports no sábado.

"O futuro do clube está em dúvida, se [a aquisição] não acontecer, meu futuro está em dúvida. Então tem que acontecer. Se acontecer [a aquisição], então quero reconstruir o clube."

"Você vê os torcedores, o que isso significa para eles todas as semanas, este é um clube especial, um grande clube do qual todos temos orgulho de estar e eu quero participar para trazer os dias felizes de volta."

Rooney, de 36 anos, já recusou a oportunidade de treinar o ex-clube Everton nesta temporada, ao mesmo tempo em que disse que seu "emprego dos sonhos" seria um retorno a Old Trafford.

"Queríamos levar para o último jogo se pudéssemos, mas não era para ser", disse o capitão do Derby, Tom Lawrence, à BBC.

"Estou super orgulhoso de todos os envolvidos com o Derby County, da forma como todos estão unidos. Estou lutando para achar as palavras, mas estou super orgulhoso de todos e dos torcedores."

"Temos lutado contra isso durante toda a temporada, contratempo após contratempo e a forma como todos estão unidos como um só tem sido especial. Estou arrasado pelos torcedores, mas dias melhores estão por vir".