<
>

Santos supera susto, consegue 'virada relâmpago' e escapa da queda, mas fica de fora das quartas do Paulistão

Peixe saiu atrás no marcador, mas conseguiu a virada ainda no primeiro tempo e se garantiu na primeira divisão do Paulista


O Santos segue na primeira divisão do futebol paulista. Na tarde deste sábado (19), o Peixe venceu o Água Santa, de virada, por 3 a 2, e garantiu a permanência na elite. No entanto, a desejada classificação para as quartas de final não aconteceu, uma vez que o Santo André venceu a Inter de Limeira, no ABC, e ficou com o 2° lugar do Grupo D.

A situação, que já era tensa, poderia ter se transformado em um verdadeiro drama ao Santos quando, aos 9 minutos, após cobrança de escanteio do lado esquerdo e confusão na área, Dadá Belmonte fez 1 a 0 para o Água Santa.

A torcida do Santos, mesmo após o gol, empurrou a equipe, que conseguiu uma reviravolta imediata. Um minuto depois, Vinicius Zanocello acertou uma pedrada de fora da área, golaço que empatou a partida e colocou ‘fogo’ na Vila Belmiro.

Incendiado após o empate, o Santos seguiu em cima e virou o placar três minutos depois. Após lateral cobrado rápido para a área, Goulart completou cruzamento de ‘peixinho’ e fez 2 a 1 para o time da casa. Atordoado, o Água Santa não conseguia reagir e logo viu o Santos chegar ao terceiro.

Em escanteio pela esquerda, Kayky subiu na primeira trave e marcou o terceiro, tranquilizando de vez a torcida em relação a um possível rebaixamento no Estadual.

No segundo tempo, o ritmo caiu e muito. O Água Santa, abalado pela pressão sofrida no primeiro tempo, ainda tentou ameaçar o Peixe, mas não exigiu grande trabalho do goleiro João Paulo.

Por outro lado, o Santos tentava se manter um pouco mais com a bola e também pouco criava. A segunda etapa praticamente não teve chances de gols entre os dois times. Fabián Bustos promoveu na reta final o retorno de Carlos Sánchez, que estava com uma lesão no joelho.

Aos 38 minutos do segundo tempo, Eduardo Bauermann, que tinha amarelo, fez dura falta em David e foi expulso, dando mais uma pitada de tensão para a partida. No lance da infração, o Água Santa mandou a bola para a área e Rodrigo Sam testou firme para fazer 3 a 2.

Apesar do gol sofrido, o Santos, mesmo com um a menos, conseguiu segurar o ímpeto do Água Santa e ficou com a vitória para encerrar sua participação no Estadual.

Mesmo com o triunfo na Vila e escapatória do rebaixamento, ficou ainda a sensação de frustração pela precoce eliminação do Peixe, que não vai mais uma vez ao mata-mata do Campeonato Paulista.

Situação no campeonato

Santos e Água Santa estão eliminados do Campeonato Paulista.

Foi bem: Ricardo Goulart

O experiente atacante chamou a responsabilidade nos momentos mais tensos do Santos na partida. Organizador e valente na marcação na intermediária de ataque, Goulart ainda marcou o gol da virada do Peixe e conduziu a equipe como um líder contra o Água Santa

Foi mal: Alex Silva

O lateral-direito do Água Santa não teve uma boa exibição. Engolido por Lucas Braga na ala esquerda, o atleta pouco conseguiu apoiar em seu setor e viu o Santos criar suas principais chances de jogo pelo lado esquerdo do ataque.

Próximos compromissos

O Santos encara o Fluminense, no Rio de Janeiro, no dia 10 de abril, pelo Campeonato Brasileiro. O Água Santa aguarda definição do calendário.

Ficha técnica: Santos 3 x 2 Água Santa

Santos: João Paulo; Auro, Kaiky, Eduardo Bauermann, Lucas Pires; Camacho (Velázquez), Vinicius Zanocello (Sandry), Ricardo Goulart (Sánchez); Lucas Barbosa (Léo Baptistão), Marcos Leonardo (Rwan) e Lucas Braga. Técnico: Fabián Bustos.

Água Santa: Victor Souza; Alex Silva, Hélder, Jeferson Bahia, Rhuan (Alyson); Rodrigo Sam, Caique, Vinícius Reis (Arthur Korek), Lelê (David), Dadá Belmonte (Álvaro) e Fernandinho. Técnico: Sérgio Simões.