<
>

Mercedes desiste de protesto e parabeniza Verstappen, que é confirmado como campeão da F1

play
Fórmula 1: Verstappen supera Hamilton e é o grande campeão! Renan do Couto analisa temporada do holandês (4:28)

Um dos melhores campeonatos da história da Fórmula 1 terminou neste domingo (12) (4:28)

Mercedes desistiu de apelar contra o resultado do GP de Abu Dhabi, o que confirmou Max Verstappen como campeão da F1 na temporada 2021


A Mercedes desistiu nesta quinta-feira (16) de apelar contra o resultado do GP de Abu Dhabi, realizado no último domingo. Na ocasião, Max Verstappen ultrapassou Lewis Hamilton na última volta, de maneira controversa, e conquistou o título da temporada na Fórmula 1.

Com isso, o holandês está confirmado como campeão de 2021, já que o título poderia ser embargado caso a reclamação fosse aceita.

A Mercedes ficou furiosa com o fim da corrida, depois que o diretor da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Michael Masi, supostamente ignorou o regulamento para garantir que o título da temporada fosse definido no último momento em Abu Dhabi, após o safety car circular por várias voltas devido ao acidente de Nicholas Latifi.

A entrada do safety car deu a oportunidade de Verstappen, que estava bem atrás, se aproximar de Hamilton. Além disso, o jovem piloto da Red Bull ainda teve permissão para passar por vários retardatários, ficando com o caminho livre à sua frente.

Quando o veículo de segurança entrou nos boxes, o holandês fez a ultrapassagem sobre o britânico e garantiu o título do campeonato.

Imediatamente após a corrida, a Mercedes fez um primeiro protesto, focado nos artigos do regulamento da F1 que teriam sido ignorados pela direção de prova ao permitir a última volta sem safety car.

As reclamações foram ignoradas pela FIA, mas a equipe alemã afirmou que faria uma apelação e pediu quatro dias para montar um caso consistente. Nesta quinta-feira, porém, a campeã do Mundial de Construtores disse que desistiu de dar entrada no protesto.

Em comunicado, a Mercedes informou que desistiu do protesto depois que a FIA garantiu que instalará uma comissão para "analisar profundamente" o que aconteceu no GP de Abu Dhabi. O comitê também será responsável por esclarecer melhor as regras e reforçar seu uso a partir de 2022.

Na nota, o time de Hamilton também parabenizou Verstappen pela conquista inédita.

"Para Max Verstappen e a Red Bull Racing: gostaríamos de expressar todo o nosso respeito pelas conquistas da temporada", escreveu.

"Vocês tornaram a luta pelo título desta temporada em algo épico. Max, nós parabenizamos você e todo o time. Estamos ansiosos para continuar a lutar nas pistas na próxima temporada", encerrou.