<
>

Fórmula 1: Hamilton dá show, castiga Verstappen e leva torcida à loucura ao vencer e repetir gesto de Senna com bandeira do Brasil

play
Hamilton faz história, vence GP do Brasil após largar em 10° e homenageia Senna no pódio; VEJA como foi! (0:49)

O britânico sofreu punição após o Sprint e por isso iniciou a corrida mais atrás que o normal I Assista ao melhor do esporte pela ESPN no Star+ (0:49)

Piloto da Mercedes deu show e, mesmo com punição sofrida, conquistou a vitória em Interlagos


Como esperado, o GP do Brasil de Fórmula 1 foi muito emocionante e com disputas insanas da largada até o fim. E quem ficou com o primeiro lugar foi Lewis Hamilton, seguido de Max Verstappen. Valtteri Bottas fechou o pódio. Rebeca Andrade, campeã olímpica na ginástica em Tóquio, foi quem deu a bandeirada para o fenômeno da F1.

Ao fim da prova, Hamilton parou o carro, pegou uma bandeira do Brasil e desfilou no autódromo repetindo o gesto tradicional de Ayrton Senna a cada vitória na Fórmula 1. A torcida aplaudiu o piloto de pé.

O destaque foi para Lewis Hamilton. Punido pela FIA, ele largou na última posição na 'sprint race'. Neste domingo, saiu da 10º colocação e já na largada virou o sétimo. Com o passar do tempo, foi passando um por um até chegar na terceira posição.

Na volta 31, Bottas aproveitou o safety car virtual e fez a parada. Retornou na terceira posição, com Verstappen na ponta, seguido de Hamilton.

Na volta 41, Verstappen foi aos boxes pra trocar pneus e retornou na quarta posição. Foi aí que Hamilton assumiu a ponta. Ao colocar 18 segundos de vantagem para Verstappen, Hamilton decidiu parar na volta 44. Ele retornou 2,7 segundos atrás do rival, isso na segunda posição.

Na volta 48, aconteceu a maior disputa entre os dois. Hamilton chegou a ultrapassar o rival, mas Verstappen pisou no acelerador e fechou a porta. Os dois foram para fora da pista, mas Verstappen conseguiu permanecer na primeira posição.

Mas o troco de Hamilton veio na volta 59. Depois de pressionar Verstappen durante uma volta inteira, o piloto da Mercedes levou a torcida à loucura ao passar o rival de maneira espetacular em frente à arquibancada.

E foi assim que Hamilton conseguiu manter a ponta até o fim, se tornando o vencedor do GP de São Paulo.