<
>

F1: Bottas vence GP da Turquia, e Verstappen toma liderança de Hamilton no Mundial

play
Mais um talento: Lewis Hamilton curte período de descanso dando show no piano (0:12)

Via @lewishamilton | Sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, Hamilton mostrou que pilotar rápido não é o seu único talento (0:12)

Finlandês da Mercedes ganhou a 16ª das 22 etapas do Mundial de 2021, enquanto holandês da Red Bull e inglês trocaram novamente de posição na briga pelo título


Largando da pole-position, Valtteri Bottas, da Mercedes, venceu o Grande Prêmio da Turquia de Fórmula 1 disputado sob garoa constante neste domingo (10), em Istambul. Max Verstappen, com a sua Red Bull branca, chegou em segundo e tomou de Lewis Hamilton, quinto, a liderança do Mundial de pilotos.

Agora, o holandês soma 262,5 pontos contra 256,5 do inglês, logo, uma diferença de seis restando ainda seis provas para o fim da temporada 2021. Bottas é o terceiro, com 177.

Esta foi a sexta troca de liderança do campeonato este ano, que vê o piloto da Mercedes, já sete vezes campeão, e Verstappen monopolizarem a briga. Pelos Construtores, a equipe alemã é a primeira, com 433,5 pontos, enquanto a Red Bull vem a seguir com 397,5.

O mexicano Sergio Pérez, também da Red Bull, fechou o pódio. E vale lembrar que Hamilton foi o mais rápido nos treinos classificatórios, mas foi punido com a perda de dez posições e saiu do 11º lugar por ter feito trocas de partes do motor.

A corrida

A largada foi sob chuva. O pole Valtteri Bottas manteve a posição, assim como Verstappen, que segurou o segundo lugar. Pérez começou bem e foi de sexto para quarto. Fernando Alonso rodou após toque de Gasly, saindo da pista, e perdeu diversas posições.

Pouco depois, Alonso acabou tocando em Mick Schumacher. O piloto espanhol e Gasly foram punidos com cinco segundos pelos incidentes.

Lewis Hamilton, que começou em 11º por troca de motor, superou Lando Norris na 12ª volta e assumiu a sexta posição. Após sofrer bastante para superar o japonês Tsunoda e ser oitavo, não demorou para passar Gasly e assumir o quinto lugar. O piloto da Mercedes travou grande disputa com Pérez pela quarta colocação, mas o mexicano conseguiu segurar.

Na 37ª volta, Max Verstappen foi chamado para os boxes para novos pneus intermediários e perdeu posição para Leclerc. Depois, Bottas também fez uma parada, e o piloto da Ferrari assumiu a liderança da prova.

Pedido aceito, mas...

Leclerc perguntou para sua equipe se poderia ir até o final com os pneus de largada, sem fazer uma parada nos boxes. A Ferrari, a princípio, deu sinal positivo. A Mercedes chamou Hamilton para novos pneus intermediários, mas o inglês recusou.

Na 47ª volta, Bottas, com pneus novos, superou Leclerc com facilidade e retomou a primeira posição. O desejo do monegasco de não fazer a parada não se concretizou, já que foi chamado para os boxes para trocar os pneus intermediários e voltou em quarto, atrás de Hamilton.

O inglês foi para os boxes trocar os pneus pouco depois e voltou na quinta posição, atrás de Pérez e Leclerc, além de Verstappen e Bottas. O mexicano superou o monegasco e assumiu o terceiro lugar.

No fim, Bottas conseguiu segurar Verstappen e venceu a prova. Sérgio Pérez completou o pódio, seguido de Leclerc e Hamilton em quarto e quinto, respectivamente.

A 17ª etapa do Mundial será daqui duas semanas, no dia 24 de outubro, no Circuito das Américas, em Austin, nos Estados Unidos.

Veja os 10 primeiros colocados no GP da Turquia

1º Valtteri Bottas

2º Max Verstappen

3º Sérgio Pérez

4º Charles Leclerc

5º Lewis Hamilton

6º Pierre Gasly

7º Lando Norris

8º Carlos Sainz

9º Lance Stroll

10º Esteban Ocon