<
>

F1: Alonso revela como derrota foi 'esquecida' por causa de Massa: 'Estava chorando que nem um bebê'

play
Massa garante que, fora do carro, nunca teve problema com Alonso, mas diz que o espanhol 'dividia a equipe no meio' (3:12)

'Lógico, depois daquela corrida na Alemanha, que a gente discutiu, acabou se encostando e depois rolou aquilo tudo... foi chato, mas é uma coisa normal', relembrou o piloto brasileiro (3:12)

Em entrevista à Sky Sports F1, o piloto Fernando Alonso, atualmente da Alpine, lembrou um episódio peculiar ocorrido na temporada 2012 da F1 e que envolveu o brasileiro Felipe Massa, à época seu companheiro na Ferrari.

Na última corrida daquele ano, em Interlagos, o alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, disputava o título ponto a ponto com o espanhol. Logo no início da corrida, Vettel se chocou com Bruno Senna, dando esperanças a Alonso de "roubar" o campeonato se somasse os pontos necessários.

No entanto, Vettel voltou para a pista, fez uma linda corrida de recuperação e conseguiu terminar em 6º, somando 8 pontos. Alonso terminou em 2º, mas, apesar de ter feito 18 pontos, perdeu o Mundial para o adversário por apenas 3 tentos (o alemão levou por 281 a 278).

Na entrevista, Alonso contou que não conseguiu nem ficar chateado com o vice, já que ficou impactado com a reação de Felipe Massa, que terminou em 3º lugar naquela prova (Jenson Button foi o vencedor).

"Em 2012, perdemos o campeonato na última corrida. Fui tentar dar um abraço no Felipe, mas ele estava chorando muito", recordou.

"Eu fiquei esperando por ele para dar um abraço, mas fiquei impactado... Não porque eu perdi o campeonato nas últimas voltas, mas porque Felipe chorava muito", seguiu.

"Nós dois estávamos no pódio, eu fiquei em 2º e ele em 3º. Então, supunha-se que ele devia estar feliz. Mas Felipe estava chorando como um bebê. Por isso, eu tinha curiosidade de saber o que estava acontecendo. Essa foi minha reação ali", complementou.

Naquela temporada, Massa acabaria no 7º lugar no Mundial, atrás de Vettel, Alonso, Räikkönen, Hamilton, Button e Webber.

O 3º lugar em Interlagos foi seu melhor resultado na temporada.