<
>

Fórmula 1 considera autódromo de Algarve e Imola para próxima temporada

Com o Grande Prêmio do Vietnã já eliminado e traçando um plano B também para substituir o circuito da China, a Fórmula 1 parece ter as segundas opções já na manga – trata-se dos circuitos de Algarve, em Portugal, e Imola, na Itália.

A temporada de 2021 promete ser tão atípica quanto a anterior e a Fórmula 1 já começou a enfrentar os possíveis problemas decorrentes da pandemia.

“Melbourne vai ser adiado, talvez para o outono. A primeira corrida será no Bahrein. Os próximos dois ou três meses vão ser muito difíceis. Temos uma luz ao fundo do túnel com a vacina, mas organizar as primeiras corridas será um desafio”, afirmou na quinta-feira Lance Stroll em apresentação de um novo patrocinador.

Por fatores externos, ligados a política e corrupção, o Grande Prêmio do Vietnã já foi cancelado. Logo de cara, o tradicional circuito de Imola surge como opção.

Com o aumento considerável dos casos de covid-19 na China, o circuito também pode estar ameaçado. Assim como o GP da Austrália que, por questões logísticas, deve ser reagendado. Dessa forma, a temporada deve ter início em Bahrein.

A mudança no calendário pode acabar incluindo Imola no dia 18 de abril, enquanto o circuito de Algarve, em Portimão, preencheria a data de 02 de maio. Resta saber se o GP da China será remarcado ou cancelado.