<
>

Bottas se mantém o mais rápido no segundo treino livre para o GP de Portugal de F-1

Após testarem a pista pela primeira vez, os pilotos voltaram aos seus carros para fazerem o segundo treino livre no GP de Portugal de Fórmula 1, realizado no Circuito de Portimão, nesta sexat-feira. É a primeira vez em 24 anos que o país recebe uma corrida da modalidade.

Valteri Bottas havia conseguido ser o mais rápido no treino 1, com Lewis Hamilton ficando logo atrás em segundo. O finlandês da Mercedes conseguiu manter o bom momento no treino conseguindo até mesmo abaixar seu tempo para 1min17s940, assegurando o posto de mais rápido. Já seu companheiro de equipe teve dificuldades com o pneu e viu a performance cair bastante, descendo para oitavo e tendo 1min19s308 como melhor volta.

Quem ficou com o segundo posto foi Verstappen, 0s595 atrás de Bottas. O piloto da RBR, aliás, chocou-se com Stroll, da Racing Point, fazendo com que até a bandeira vermelha fosse tremulada, paralisando as atividades. Os comissários ainda vão analisar a situação. Não foi a única fez que o treino teve que parar, já que mais cedo o carro de Gasly, da AlphaTauri, havia pegado fogo. Completando o top-5, Norris, da McLaren, Leclerc, da Ferrari, e Sainz, da Mclaren, ficaram na terceira, quarta e quinta colocação, respectivamente.

Os pilotos voltam para o Circuito de Portimão neste sábado, às 8h (de Brasília), para o terceiro treino livre e mais tarde, às 11h (de Brasília), para o treino qualificatório.