<
>

Fórmula 1: Lewis Hamilton leva duas punições, não iguala recorde de Michael Schumacher, e Valtteri Bottas vence na Rússia

O que poderia ter sido um fim de semana de celebração para Lewis Hamilton na Fórmula 1 por igualar o recorde de vitórias de Michael Schumacher (91) se transformou em frustração.

Neste domingo, o britânico foi o pole position do GP da Rússia em Sochi, mas recebeu duas punições de 5s dos comissários por ter feito simulação de largada na saída dos boxes, quando se dirigia ao grid.

O hexacampeão, que liderava a corrida, pagou os dez segundos antes da parada para troca de pneus e deixou o caminho livre para Valtteri Bottas, seu companheiro de Mercedes, ganhar a prova.

Max Verstappen, da Red Bull, acabou na segunda colocação, e Hamilton completou o pódio.

O finlandês, assim, volta a vencer na atual temporada após ter levado a primeira corrida de 2020 na Áustria.

O piloto britânico chega a 205 pontos na classificação e mantém uma boa vantagem sobre Bottas (161) no Mundial. O holandês vem na sequência com 128 pontos.

A próxima oportunidade de Lewis Hamilton para empatar com Schumacher será na corrida em Nurburgring, na Alemanha, no GP de Eifel, em 11 de outubro.