<
>

Vettel critica Ferrari e desempenho no GP de Silverstone: “O carro não me permitiu fazer o que eu gosto”

O último ano de Sebastian Vettel na Ferrari está longe de ser bom. No último domingo, o alemão ficou apenas na décima posição do GP de Silverstone, enquanto seu companheiro Charles Leclerc conquistou um terceiro lugar, o segundo pódio da temporada.

Dois anos após vencer a tradicional prova britânica, Vettel não saiu nada feliz da pista. O tetracampeão mundial reclamou mais uma vez do desempenho de seu carro e estranhou o descompasso com Leclerc. Sebastian largou em décimo e terminou na mesma posição, enquanto seu companheiro saiu em quatro e chegou em terceiro.

“O resultado foi muito ruim e o carro estava muito difícil de dirigir. Lutei para encontrar confiança. Então, precisamos dar uma boa olhada. Certamente, há algo que não se compara”, disparou.

A situação de Vettel fica ainda mais delicada ao ver que chegaria apenas na 12ª colocação. O piloto da Ferrari foi beneficiado pelos problemas nos pneus de Valtteri Bottas e Carlos Sainz, ganhando duas colocações. A fácil ultrapassagem de Pierre Gasly, da Alpha Tauri, mostrou que definitivamente não são os melhores dias.

“Foi uma corrida muito estressante, eu simplesmente não tive chance. Todos ao meu redor eram mais rápidas que eu. Foi muito difícil permanecer na pista, porque eu nunca pude atacar, o carro não me permitiu fazer o que eu gosto”, finalizou.

Depois de quatro etapas do mundial 2020, Sebastian Vettel tem apenas 10 pontos, tendo como melhor resultado um sexto lugar em Hungaroting, levando uma volta de Lewis Hamilton- o vencedor. O que não dá esperança ao piloto de 33 anos é que já neste final de semana, terá mais uma prova no mesmo circuito de Silverstone.