<
>

Preocupada com COVID-19, Fórmula 1 cancela GP do Brasil oficialmente e divulga mais três provas para o calendário

Preocupada com o grande número de casos de COVID-19 no Brasil, a Fórmula 1 cancelou de forma oficial o Grande Prêmio de Interlagos de 2020. Desde 1973, quando foi realizado o primeiro GP Brasil da história, o país recebia a categoria em todos os anos.

O contrato da Fórmula 1 com circuito de Interlagos termina neste ano. Em 2019, o Rio de Janeiro anunciou, com apoio do presidente Jair Bolsonaro, que tem interesse em receber o GP do Brasil a partir de 2021. São Paulo já manifestou que não pretende abrir mão do evento

Além disso, as provas dos EUA, México e Canadá não serão disputadas.

"Embora seja decepcionante não ser possível competir nas Américas este ano, estamos ansiosos para voltar na próxima temporada e sabemos que as corridas em nosso calendário revisado continuarão excitando nossos fãs e oferecendo novos desafios para as equipes e pilotos", divulgou a entidade em um comunicado oficial.

A Fórmula 1 divulgou mais três provas para o calendário deste ano: Portimão (Portugal), Imola (San Marino) e Nürburgring (Alemanha), que serão realizadas em outubro.

Por enquanto, 13 corridas estão confirmadas para a temporada. A ideia da organização é terminar o ano com 15 provas até completar o campeonato em dezembro. O calendário original, que previa 22 corridas, teve até agora 11 cancelamentos.

Com três provas realizadas até o momento, o piloto britânico Lewis Hamilton, da Mercedes, lidera o campeonato. A próxima corrida será realizada em Silverstone, Inglaterra, no dia 2 de agosto.