<
>

Dirigente crê na realização do GP Brasil de Fórmula 1 este ano: 'Seremos capazes'

Nesta semana, a Fórmula 1 definiu o início da temporada 2020. Com quase três meses de atraso por causa da pandemia do novo coronavírus, foram confirmadas oito provas até o momento, sendo duas no mesmo local. O restante da programação ainda está em xeque, mas se depender de Ross Brawn, diretor técnico da categoria, o Brasil estará no calendário deste ano.

“O Brasil está em um período muito difícil. O México também está no meio de um período muito difícil. Mas estamos otimistas de que essas situações melhorarão e, portanto, seremos capazes de construir um programa em torno disso”, disse à BBC.

A organização da F1 prevê a realização de pelo menos 15 corridas, passando por todos os continentes.

Quatro GP’s já foram cancelados (Austrália, Holanda, Monaco e França) e outros seis adiados (Bahrein, Vietnã, China, Espanha, Azerbaijão e Canadá). A primeira prova está agendada para 5 de julho, em Spielberg, na Áustria.

O GP Brasil ainda não foi confirmado, mas originalmente foi previsto para 15 de novembro, a penúltima corrida do ano.