<
>

Senna 60 anos: Somente 35% dos pilotos da F1 atual viram o brasileiro correr

play
Em isolamento, Lewis Hamilton dá aula sobre lavar as mãos e manda recado (0:59)

Piloto britânico ressaltou a importância de levar o coronavírus a sério (0:59)

Um dos maiores pilotos da história, Ayrton Senna faria 60 anos neste sábado se o forte acidente sofrido em Ímola, em 1994, não tivesse lhe tirado a vida.

Apesar de seu legado ser eterno, poucos pilotos da Fórmula 1 atual viram, de fato, Senna correr.

Na prática, dá para dizer que somente sete dos 20, ou 35%, dos pilotos da Fórmula 1 em 2020 podem ter memórias de Ayrton Senna nas pistas.

Alguns até nasceram antes da morte do brasileiro, mas com certeza eram jovens demais para terem memórias: Kevin Magnussen (1992), Antonio Giovinazzi (93), Daniil Kvyat (94).

Já a maioria nasceu após a morte de Senna: Pierre Gasly (96), Charles Leclerc (97), Lando Norris (99), Carlos Sainz (94), Lance Stroll (98), Alex Albon (96), Max Verstappen (97), Esteban Ocon (96), Nicholas Latifi (95) e George Russell (98).

Os únicos que de fato têm ou podem ter memórias de ver corridas de Ayrton Senna são: Kimi Raikkonen (79), Sebastian Vettel (87), Romain Grosjean (86), Lewis Hamilton (85), Valtteri Bottas (89), Sergio Pérez (90) e Daniel Ricciardo (89).