<
>

Doria anuncia encontro para renovação da Fórmula 1 em São Paulo

Reprodução/Twitter

Antes do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1, disputado neste domingo no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, o governador do estado, João Doria (PSDB), e o chefe da categoria Chase Carey realizaram uma entrevista coletiva para tratar sobre a permanência, ou não, do GP na capital paulista a partir de 2021.

“Na primeira semana de dezembro, nós vamos nos reunir com a Liberty Media (empresa dona da Fórmula 1) e com o Chase Carey para discutir o novo contrato. No que depender de nós, a Fórmula 1 vai permanecer em São Paulo por mais dez anos”, anunciou Doria.

O contrato da F1 com São Paulo se encerra no ano que vem e as partes seguem conversando em busca de uma renovação. O principal concorrente da cidade é o Rio de Janeiro, que aprovou recentemente uma licitação para construção de um novo autódromo no bairro de Deodoro, Zona Oeste da capital fluminense, com apoio do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

“Aqui temos tradição, os pilotos gostam da pista, classificam Interlagos como um dos melhores e mais significativos do mundo. Não quero entrar em debate com o governador Witzel, presidente Bolsonaro e Rio de Janeiro, mas faremos tudo o que for possível”, justificou o governador, que também citou declarações feitas por Hamilton apoiando Interlagos.

Carey foi cauteloso e preferiu não adiantar nada sobre as negociações em curso.

“Estávamos até agora preocupados em fechar o calendário de 2020. Agora vamos pensar em 2021. Não podemos falar sobre as negociações no momento, são informações confidenciais”, disse o norte-americano.

“Vamos comunicar os anúncios quando chegarmos a um acordo. O que temos que fazer agora é termos discussões privadas com nossos parceiros. Com certeza o nosso objetivo é continuar aqui no Brasil por muito tempo”, garantiu o chefão da F1.