<
>

Hamilton fala sobre a emoção de vencer dentro de casa

Após faturar, neste domingo, o GP da Inglaterra pela sexta vez em sua carreira e aumentar sua diferença na liderança na tabela da Fórmula 1, Lewis Hamilton ressaltou sua emoção em vencer dentro de casa e seu plano para se destacar após erros nas provas classificatórias do sábado.

“Eu estava um pouco frustado comigo mesmo ontem, e como eu fiz as coisas… eu sou melhor que isso. É normal como humanos, nós cometemos erros. Eu queria vir aqui hoje e fazer algo poderoso”, relatou o inglês, que largou na segunda posição do grid, atrás do companheiro de Mercedes Bottas.

“Eu não consigo dizer o quão orgulhoso estou de estar aqui hoje na frente da torcida do meu país. Tem tantas bandeiras britânicas aqui e todo ano eu as vejo, e você pensa que ira se acostumar, mas sempre parece a primeira vez”, relatou o piloto da Mercedes.

“Eu vou lembrar desse dia. É tão difícil ganhar um GP. Definitivamente ainda não caiu a ficha. Eu ainda lembro da minha primeira vitória aqui, minha primeira pole aqui. Todo ano é um desafio tão grande. Esse circuito é fantástico – como poesia em movimenta”, seguiu Hamilton.

“Eu lembro da minha primeira vitória aqui em 2008 e o sentimento que eu tive vindo de Brooklands e descendo a reta em rumo a linha de chegada na época e vendo a arquibancada, hoje pareceu muito remanescente daquele dia”, disse o piloto emocionado.

“A animação, a alegria e o prazer que eu senti é exatamente o mesmo de antes. Eu corri tantas corridas, e você pensaria que você se acostumaria a isso, mas é tão fantástico quanto a primeira vitória que eu tive”, relatou o inglês.

Com o resultado, Hamilton isolou-se ainda mais na primeira posição, com 223 pontos. O inglês também fez a volta mais rápida da prova, na sua 80ª vitória na carreira de Fórmula 1.

“Eu queria captar a energia dos torcedores. Meu pai meu levou em um dos seus carros antigos no desfile da corrida e e ele nunca havia visto como isso é, as pessoas transmitindo a energia dela para você. Ele estava tão feliz. Eu não lembro de ter visto ele tão alegre. Eu senti que cativei a energia que eles tinham e usei ela. Eu estou muito orgulhoso e agradecido pela torcida de todos”, concluiu Hamilton.