<
>

Chefe da Mercedes diz que rumores sobre assumir a F1 são “uma agenda”

Algumas especulações sobre a substituição de Chase Carey, no comando da Fórmula 1, por Toto Wolff, chefe da equipe Mercedes, correm mundo afora. Em entrevista nesta sexta-feira, inclusive, Wolff mesmo resolveu dar uma cutucada nesses rumores.

“Eu me pergunto: quem colocou meu nome lá fora? Talvez haja uma agenda sobre colocar meu nome, mas, curiosamente, nada disso está acontecendo e não me candidatei a um emprego”, disse ao site Autosport, desmentindo as informações.

Ele aproveitou para elogiar sua atual equipe e cravou que o que está sendo divulgado não está partindo dele. “Estou em um lugar muito feliz na Mercedes, gosto do meu papel em representar uma das melhores marcas do mundo. Tem sido dada a autonomia para dirigir a equipe no melhor interesse para a Mercedes. Fundamentalmente sou uma pessoa de (marcar) tempo de volta, gosto da competição. Então, o que quer que esteja sendo divulgado por alguém, não está vindo de mim e não está refletindo a situação”, completou.

Toto Wolff assumiu a equipe na temporada de 2013 e vem somando conquistas consecutivas. Em relação à Fórmula 1, ele se disse satisfeito e que são necessárias novas tecnologias para, cada vez mais, estarem próximos de fãs da modalidade.

“O esporte é uma propriedade super emocionante. É uma das grandes propriedades esportivas globais e acho que temos uma chance real de torná-lo o maior espetáculo do mundo se continuarmos desenvolvendo o que a F1 representa. Precisamos abraçar nossos públicos e fãs atuais e públicos em potencial que ainda não atingimos, além de adotar novas tecnologias. Espero muito, como sócio da Mercedes e acionista da Mercedes, que nós e todas as outras equipes possamos nos beneficiar do crescimento da F1”, concluiu.