<
>

McLaren investiga funcionária que fez postagens ofensivas a Hamilton e chamou piloto de 'idiota'

McLaren anunciou que iniciou investigação em cima de uma funcionária da equipe por mensagens contra Lewis Hamilton, da Mercedes


A McLaren informou nesta segunda-feira (2) que iniciou investigação em cima de uma funcionária da equipe de Fórmula 1, identificada apenas como Katie, por publicação de mensagens ofensivas nas redes sociais contra o piloto Lewis Hamilton, da Mercedes.

Nos últimos anos, a colaboradora da equipe inglesa publicou em sua conta, agora deletada, diversas mensagens com xingamentos contra Hamilton, inclusive chamando o heptacampeão do mundo de "idiota".

As postagens foram denunciadas por outros usuários e acabaram chegando ao conhecimento da McLaren, que informou que tratou as ofensas como "inaceitáveis".

"Consideramos esses comentários completamente em desacordo com nossos valores e cultura na McLaren. Levamos o assunto muito a sério e estamos investigando-o como uma prioridade", escreveu o time dos pilotos Lando Norris e Daniel Ricciardo.

As postagens mais polêmicas de Katie foram feitas entre 2020 e 2021, em ocasiões distintas.

A primeira foi no GP de Abu Dhabi de 2020, quando Hamilton anunciou que voltaria a competir após cumprir a quarentena obrigatória por ter testado positivo para COVID-19.

Na ocasião, ele vinha sendo substituído por George Russell, que vinha apresentado bom desempenho, mas que teve que declinar de seu lugar na Mercedes para a volta de Lewis.

"Que verdadeiro idiota ele é! Não consegue ver ninguém se dar bem", escreveu Katie, em seu Twitter, sobre Hamilton.

A funcionária da McLaren também postou ofensas contra Hamilton quando ele foi desclassificado do treino qualificatório do Grande Prêmio do Brasil de 2021, em novembro do ano passado, e quando o piloto foi nomeado Cavaleiro pela Rainha Elizabeth, da Inglaterra, após o fim da última temporada.