<
>

Portuguesa Esports revela centro de treinamento no Canindé

play
Quem é a funcionária que dá vida a mascote da Portuguesa e enfrentou a surdez e o preconceito (9:26)

Maria Elisa Mugnaini, 57, trabalha há 20 anos na Lusa e desde agosto ajudou a reviver no clube a simpática mascote Severa | Assista ao SportsCenter pela ESPN no Star+ (9:26)

Sendo o primeiro clube paulista a contar com uma estrutura dentro de seu estádio, a Portuguesa Esports entra na reta final para a inauguração de seu gaming office no Estádio do Canindé


Um dos clubes de futebol mais tradicionais de São Paulo, a Portuguesa, também tem entrado na onda de investir nos esports e anunciou que lançará um game office para os atletas que hoje vestem - e também para os que vestirão - o uniforme da Lusa. Deixando de lado o conceito de gaming house, o escritório para os jogadores da Portuguesa Esports ficará no icônico Estádio do Canindé, casa da Lusa localizado às margens do Rio Tietê, em São Paulo.

A inauguração do office rubro-verde está prevista para acontecer já no mês de fevereiro deste ano, incluindo uma área de 60m² que receberá tanto os atletas da organização quanto o público que estiver passando pelo estádio e quiser dar uma parada para jogar alguns jogos. Buscando montar um departamento de esports ainda maior, a Portuguesa Esports chegará com tudo visando o aumento de atletas vinculados ao clube.

“Essa iniciativa da Portuguesa junto com grupo de investidores, estamos quase finalizando a game office dentro do estádio do Canindé. Será uma grande contribuição pro cenário, onde teremos espaços para treinamentos para os atletas e, assim, também podendo formar novas jóias”, comunicou Arnaldo, CEO da Portuguesa E-sports. “Eu tenho certeza que isso vai estimular outras equipes do cenário do futebol a entrar no mundo dos esportes eletrônicos. Assim, as grandes marcas que já atuam hoje no futebol vão entrar também no E-Sports, como a Coca-Cola, Monster, a Vivo e LG como grandes outras que já estão atuando no cenário, onde cresce a cada ano e movimenta bilhões”.

Atuando em diversas modalidades, contando com times de FIFA, Valorant, Brawl Stars e PES, mas também visando entrar em outros jogos como Free Fire, Fortnite, CS:GO, Efootball, Wild Rift e League of Legends, a Lusa tem tido uma expansão nos últimos meses através das redes sociais e cada vez mais coloca seu nome em evidência no cenário de esports.

“A A+A abraçou este ideia com a Portuguesa e fechamos patrocínio para construção deste grande projeto e captação de jovens promessas no mundo gamer. Não pensei duas vezes em fazer este investimento, pois os e-sports crescem cada vez mais aqui no Brasil e, este crescimento, gera empregos, gira a economia e realiza sonhos de muitos garotos que vivem em nosso país. A+A também faz parte disso e estou muito feliz com nossos primeiros passos”, afirmou o diretor da A+A, Adriano Carvalho, empresa investidora.

Os fãs da organização que forem visitar o office da equipe no Estádio do Canindé, poderão desfrutar de todas as outras atrações que o estádio tem a oferecer, como ginásios, academia, quadra de tênis, pavilhão com quadras cobertas, campo de futebol, além do museu do clube português e também das atrações gastronômicas com pratos típicos de Portugal e lanchonetes.