<
>

"Foi feio, mas no fim gol é gol" confira as melhores aspas da coletiva de sábado do CBLOL

play
MatchMaking: Tudo sobre a primeira semana do CBLoL 2021 (4:50)

Felipe Felix e Rodrigo Guerra falam sobre a abertura do campeonato de League of Legends, incluindo as duas vitórias do Flamengo (4:50)

Apesar das jogadas exóticas e jogos com mais de 40 minutos de duração, o fim de semana de CBLOL reservou fortes emoções dentro de Summoner’s Rift, com a quebra da invencibilidade da LOUD, além de Flamengo e RED continuarem na disputa pela liderança da competição.

Mesmo com um jogo de qualidade duvidosa, Disave não escondeu a atuação ruim e destacou a importância da primeira vitória da equipe no campeonato.

"Durante o jogo foi meio caotico, a gente teve uns errinhos de comunicação, principalmente na play do top, onde estávamos com 4k de gold a frente, em 10 minutos de jogo. Foi feio, no meio do jogo a gente percebeu que tava sendo feio, a gente deu risada, mas no fim gol é gol.”

Após um atropelo da matilha sobre o Cruzeiro, Político, head coach da equipe, quando perguntado pela ESPN Esports Brasil sobre a chegada de Drop, rasgou elogios e revelou detalhes da contratação do atirador durante a janela de transfêrencias.

"O Drop é um jogador talentoso. Existem coisas nos bastidores que as pessoas não sabem, já tentamos contratar o Drop antigamente, logo no início da janela e a gente não conseguiu. Além de ser um jogador habilodoso, é a cara do projeto do Cruzeiro. São jogadores novos, de trabalho ao longo prazo, seguindo a nossa filosofia. Então acredito que foi uma boa contratação do Cruzeiro Academy."

Quando perguntado pelo ESPN Esports Brasil sobre o desempenho da equipe, TitaN destacou o bom trabalho de mapa e mecânica da equipe da RED Canids, além da união do time, que já joga junto há quase um ano e meio.

“Não sei, acho que a gente jogou muito tempo junto, a um ano e meio. Jogamos a LLE, isso deu um progresso muito grande pra gente. Estamos muito sincronizados, jogando muito mais o mapa que os nossos adversários, é o que eu sinto. Acho que o nosso ponto forte está sendo o mapa, além de estarmos ganhando muito bem as rotas com a nossa mecânica."

Sobre o relacionamento de caçador e suporte com Luci, Cariok enfatizou o bom relacionamento com o jogador, mostrando até momentos “simpáticos” do jogador coreano, após a vitória deste sábado contra a FURIA.

"A gente se dá muito bem, não sei o que ele tem, porque sempre que eu começo a rir ele diz que sou "muito fofo". Dentro de jogo, por mais que às vezes a gente não se entenda muito bem, temos um pensamento dentro de jogo que é parecido. Sempre que ele quer invadir, eu também quero, sempre estamos vendo as mesmas janelas, porque tanto eu quanto ele somos jogadores agressivos. Estou até positivamente surpreso, porque achei que ia demorar mais pra gente se encaixar e conseguir jogar junto. Por enquanto tá tudo tranquilo e acredito que vamos evoluir muito ainda.