<
>

CEO do Flamengo Esports publica imagem "queimando dinheiro" após derrota no CBLoL

play
Atraso de salários, falta de patrocínio... Saiba por que a Team One deixa a gerência do Flamengo Esports (3:04)

Equipe deixa as operações por ordem do acionista majoritário Jed Kaplan, que deu detalhes do ocorrido e indicou os próximos passos da gestão (3:04)

O Flamengo Esports chegou à sua quarta derrota consecutiva no CBLoL neste sábado (11), contra a Prodigy pela sexta semana. O CEO do time, Jed Kaplan, surpreendeu a torcida ao publicar em seu Twitter um gif “queimando dinheiro”, escrito “sem comentários”.

O projeto de esports do Flamengo é gerenciado pela Simplicity, empresa norte-americana que tem Kaplan como dono e CEO. A reação precede outros posicionamentos polêmicos do empresário nas redes sociais, como o episódio em que acusou o jornalista Chandy Teixeira, do Globo Esporte, de ser “mentiroso” após matéria revelando crise na equipe.

O rubro-negro começou o CBLoL aos tropeços, tendo perdido os três primeiros jogos antes da chegada dos reforços coreanos Luci e Bvoy. Após a chegada da bot lane, o time venceu quatro jogos seguidos — e voltou a perder após a quarta semana.

O Flamengo Esports passa por complicações administrativas desde o início da temporada 2020, quando teve sua administração transferida para a Team One. A parceria foi quebrada em abril, mesmo mês em que o time passou por uma onda de demissões justificada como “proteção à sustentabilidade”.

Nesta quinta-feira (9), a organização anunciou a contratação do técnico Nuddle, campeão do CBLoL 2018 pela KaBuM e ex-Red Canids. Djoko, antigo head coach, atua na parte administrativa da equipe.