<
>

Testamos: As primeiras impressões de Madden 21

Madden NFL 21 será lançado em 28 de agosto, com Lamar Jackson, quarterback do Baltimore Ravens e atual MVP da NFL, em sua na capa. Após 32 anos do lançamento de Madden para o videogame Commodore 64, o nome Madden se tornou icônico.

No fim de semana passado, foi realizado um evento fechado para testes, envolvendo vários membros da comunidade de Madden. Eu tive a chance de jogar algumas partidas de exibição durante na versão beta do game. Aqui estão minhas impressões iniciais do futuro lançamento.

O JOGO PARECE MAIS LENTO

Especialmente na defesa, a sensação foi que os ratings de velocidade estão um pouco fora de sintonia. Não sei se isso é uma característica da versão beta ou se será assim quando o jogo for lançado, mas é definitivamente perceptível, mesmo para alguém que joga Madden apenas casualmente. A comunidade do game também tem conversado bastante sobre isso. O usuário se sente lento, tornando a marcação por zona mais difíceis do que em Madden 20.

MAS OS ÂNGULOS ESTÃO MAIS SUAVES

No lado ofensivo, os ângulos parecem mais suaves e variados - quando você tem a bola em uma corrida, há mais opções à sua disposição para escapar, fazer mudanças bruscas ou se atirar. Parece estar mais acessível e fácil de executar, já que você faz praticamente tudo com o Analógico Direito. Alguns jogadores terão animações específicas e exclusivas.

TACKLES BASEADOS NA LOCALIZAÇÃO EM CAMPO SÃO BEM-VINDOS

Algumas vezes fui derrubado próximo a marcação da primeira descida e meu jogador estendeu o braço para me dar first down. Fiquei satisfeito com isso e estou feliz por esse nível de autenticidade estar no jogo. Não time a mesma experiência em uma jogada de touchdown, mas estender a bola ao ser derrubado antes de cruzar o plano de gol está programado para o jogo. Pequenos detalhes como esse estão atrasados, mas finalmente chegarão à franquia. Por outro lado, prevejo algumas falhas neste lance em especial, gerando jogadas engraçadas nas redes sociais.

O QUE MUDA NOS ESPORTS DE MADDEN 21

"Será um jogo completamente diferente de Madden 20", disse à ESPN o atual campeão do Madden Bowl, Reidel "Joke" Brito. "Os ângulos de direção são muito variados, então corre é muito mais fácil."

Brito venceu o torneio principal do cenário competitivo de Madde nesta temporada com uma estratégia totalmente voltada para o jogo terrestre e um punter como QB. Parece que essa estratégia pode ser muito mais difícil de executar em Madden 21.

"O jogo terrestre não é tão eficaz quanto em Madden 20", disse Brito. "A defesa por zona está significativamente pior do que em Madden 20. Os defensores controlados pelo jogador parecem lentos, o algo que não vejo desde Madden 09".

Sua perspectiva de acordo com fase atual de desenvolvimento de Madden 21 em competições de alto nível não é muito animadora. "O modo como o jogo está [no momento] vai piorar o esport, porque o atacar é muito fácil", explicou Brito. "Eles tornaram o usuário significativamente pior. Então, eles retiraram coisas que aumentam a diferença de habilidades entre os jogadores de Madden".

Brito também mencionou que uma nova habilidade será uma preocupação para o cenário competitivo - chamado " Film Study ", que permitirá que você veja o perceba a estratégia do seu oponente antes que a bola esteja nas mãos do quarterback caso ele já tenha executado o mesmo lance pelo menos 3 vezes. Brito diz que "... é uma loucura, porque geralmente, se executarmos a mesma jogada, podemos usar uma variação diferente de rotas que tornam o lance completamente diferente".

O QUE MUDAR ATÉ O LANÇAMENTO?

O foco deve ser a velocidade na defesa.

"No geral, acho que o jogo tem um grande potencial se forem feitos alguns ajustes importantes antes da data de lançamento", disse Brito. "Os maiores ajustes que devem ser feitos são: os defensores controlados pelo jogador sejam mais ágeis e uma melhor sintonia nas jogadas defensivas por zona".

Tyler Davis, competidor e comentarista de Madden, pensa que grande parte do jogo parece com o game antecessor.

"Madden 21 ainda me lembra um pouco do 20", disse Davis. "É diferente, mas, para mim, o ataque é muito parecido. A maneira como os jogadores se movem, com as rotas funcionam, parecem seguir o mesmo formato. Na defesa, a marcação por zona é diferente e enfrentar o adversário em campo aberto bem mais complicado. A EA deve fazer muitas alterações antes do lançamento real, então veremos o que nos aguarda".