<
>

Acusações de abuso sexual surgem na comunidade de jogos de luta

play
Torneio de esports em parceria com o COI tem data alterada, mas ainda será realizado em 2020 (2:42)

Intel Open World também é atingida pela crise do COVID-19, mas a flexibilidade dos games mantém a realização dos jogos neste ano (2:42)

A NRG Esports dispensou o jogador profissional de Super Smash Bros. Nairoby Quezada (Nairo) na última quinta-feira (2) após alegações de que ele teria tido relações sexuais em abril de 2017 com o ex-jogador Zack Lauth (CaptainZack), que, na época, era menor de idade.

“Nesta manhã, fomos informados de informações perturbadoras envolvendo Nairo", disse a NRG em comunicado divulgado no Twitter. "Levamos essas situações incrivelmente a sério. A NRG cortou todos os laços com Nairo."

Alegações contra Nairoby, que tinha 20 anos na época, foram publicadas por Zack na manhã de quinta-feira. Lauth relatou diversos encontros sexuais que, segundo ele, ocorreram durante o CEO Dreamland, em Orlando, Flórida.

Nesse post, Lauth também alegou que Quezada e seu irmão e agente, Kelvin Quezada (ksizzle), pagaram-lhe dinheiro para ficar em silêncio sobre o encontro e pediram que ele mentisse sobre isso quando outro membro da comunidade fez alegações pela primeira vez. Após o post de Lauth na quinta-feira, Nairoby Quezada excluiu sua conta do Twitter depois de divulgar uma declaração na qual dizia: "Não estou dando desculpas. Meu comportamento estava errado". Kelvin Quezada fez um post no servidor Discord de seu irmão, agradecendo aos fãs de Nairo e dizendo "acabou" e "Nairo já era".

O post de Zack vem em meio a uma onda de alegações de abuso sexual, discriminação e pedofilia nas comunidades de jogos e esports nas últimas três semanas, com mais de 200 alegações contra algumas das pessoas mais poderosas dessas indústrias. No dia anterior, outras alegações contra grandes nomes do Super Smash Bros. e figuras da comunidade de jogos de luta surgiram.

A jogadora Kaitlyn Redeker (KTDominate) alegou ter sido estuprada pelo comentarista e ex-funcionário da Twitch D'Ron Maingrette (D1) enquanto ambos estavam embriagados após o Smash the Record, evento de caridade que aconteceu em Orlando em novembro de 2016. Em comunicado divulgado quinta-feira, Maingrette disse ele não se lembrava do ato por causa da intoxicação alcoólica.

A Evolution Championship Series (EVO) colocou o diretor Joey Cuellar (MrWizard) em licença administrativa após surgirem acusações de que ele assediava sexualmente um membro da comunidade, que falou sobre a experiência na quarta-feira (1).

"O comportamento dessas acusações contraria diretamente a missão da EVO de construir um ambiente seguro e acolhedor para todos os nossos jogadores e participantes", afirmou a empresa em comunicado divulgado no Twitter. "Nós levamos essa responsabilidade a sério. Em consequência disso, Joey foi colocado em licença administrativa enquanto aguardamos investigação de terceiros".

No final da quinta-feira, Cuellar postou uma declaração no Twitter, pedindo desculpas por suas ações. A declaração dizia: "Sinto muito. Eu nunca quis machucar ninguém. Eu era jovem e imprudente e fiz coisas das quais não me orgulho. Cresci e amadureci nos últimos 20 anos, mas isso não é desculpa. Tudo o que tenho tentado fazer é me tornar uma pessoa melhor. Mais uma vez, sinto muito.”

Na quarta-feira, o jogador profissional de Smash Troy Wells (Puppeh) disse que teve um relacionamento sexual com a comentarista Cinnamon Dunson (Cinnpie) no verão de 2016, quando tinha 14 anos e ela 24. Dunson não respondeu às acusações.

Zack foi banido de muitos torneios de Super Smash Bros em agosto, depois de admitir ter pedido ao colega Elliot Carroza-Oyarce (Ally) para jogar duas partidas diferentes contra Zackray e Nairo no 2GG: Prime Saga and MomoCon em 2019. Em julho do mesmo ano, Elliot, que tinha 29 anos, também foi impedido de participar de torneios depois que admitiu ter um relacionamento com CaptainZack, que tinha 16 anos na época.

Na quinta-feira, a T1 dispensou o jogador de Smash, Jason Bates (Anti) por "sérias acusações de má conduta", as quais ele contestou no Twitter.

*Originalmente publicado no ESPN Esports