<
>

BR6: 'O que o adversário pensa é com ele', rebate Paluh sobre pressão na defesa do título

play
"O Brasil ter vencido um campeonato mundial, mostra que o cenário é consolidado", diz diretor de Rainbow 6 (4:45)

Ao ESPN Esports, o responsável pela marca do jogo, Alexandre Remy, revelou que a Ubisoft tem planos de voltar a promover torneios no País e como a empresa enxerga o cenário nacional (4:45)

A Team Liquid entrará na disputa do Brasileirão de Rainbow Six (BR6) 2020 com uma pressão diferente de todas as grandes organizações do torneio, isso porque é a atual campeã nacional.

Após ter vencido a rival FaZe Clan em uma decisão que durou quase cinco horas, a Liquid vem para a edição deste ano com a missão de conquistar o bicampeonato.

Ainda assim, o elenco formado por PSK1, nesk, HSnamuringa, Sexycake e Paluh não vê como um peso a mais carregar o atual título.

“Para nós, acredito que não seja algo negativo”, avaliou Paluh, em entrevista exclusiva ao ESPN Esports Brasil. “Até nos motiva de certa forma a buscar melhorar ainda mais a nossa gameplay tanto no cenário nacional como no internacional.”

“O que o adversário pensa é com ele, não nos afeta diretamente. Independente de como vierem, vamos estar preparados. O lado bom é que tivemos bastante tempo para descansar e voltarmos com muito foco para o começo do Brasileirão”, comentou

E ainda sobre pressão, mas agora de forma individual, Paluh também não se importa com o fato de carregar o status de ter sido escolhido a revelação do último BR6. “O preparo é o mesmo de sempre.”

“Essa pressão nunca foi algo que senti para falar a verdade, apenas mantenho o meu desempenho buscando alguma forma de melhorar. Acredito que essa season pode ser ainda melhor que a última”, projetou.

A Team Liquid dará início à defesa do título do BR6 no sábado (4), quando terá pela frente a Ninjas in Pyjamas, às 15h30 (de Brasília).

QUANTO MAIS R6 MELHOR

O cenário competitivo de Rainbow Six foi totalmente reformulado. A parceria com a ESL foi encerrada e agora a Ubisoft assumirá a operação global, com cada região se adequando às suas necessidades e com a possibilidade ainda de trabalhar com parceiros.

Só em 2021 que a Ubisoft conseguirá implementar todos os estágios planejados para o circuito profissional de R6. Por isso, o ano de 2020 terá um calendário de transição.

Além disso, a empresa precisou realizar algumas alterações dentro do planejamento. A mais recente e significativa foi o cancelamento do Six Major de agosto, que foi regionalizado. Dessa forma, haverá um “Major brasileiro” no mesmo período.

O ESPN Esports Brasil vem trazendo reportagens especiais sobre a nova fase competitiva de R6 promovida pela Ubisoft ao longo das últimas semanas. Confira: