<
>

Audi demite piloto após farsa em corrida virtual

play
Fernando Alonso vence corrida virtual de Fórmula Indy (2:10)

Tiago Monteiro ficou na segunda colocação, e Hélio Castroneves completou o pódio do 'The Race All-Star Esports Series' (2:10)

Após ter sido pego trapaceando em uma prova online, o piloto Daniel Abt foi demitido pela Audi nesta semana.

O motivo foi a trapaça feita pelo corredor alemão em meio a disputa do Race at Home Challenge, que é um evento online de Fórmula E.

Na ocasião, ele colocou o jogador profissional de esports Lorenz Hoerzing para correr em seu lugar durante a etapa virtual de Berlim. Até então, Abt nunca tinha conseguido uma posição melhor que o 15º lugar e, em curto espaço de tempo, melhorou (e mudou) seu estilo de pilotagem, além de evitar eventos após corridas.

Com a trapaça desmascarada, a Audi anunciou a demissão de Abt na última quarta-feira (27) em comunicado oficial. “Integridade, transparência e conformidade consistente com as regras, especialmente em relação ao passado, são as prioridades para nós da Audi. Mantemos nossa cultura de tolerar erros.”

“No entanto, os incidentes ocorridos durante a corrida de simulador ‘Race at Home Challenge’ não foram um erro, mas uma decisão consciente de ir contra as regras. É isso que faz grande diferença para nós. Portanto, infelizmente, não tivemos alternativa.”

Antes da demissão, Brandt havia sido perdido todos os pontos da competição virtual, foi eliminado do evento e multado em 10 mil euros (o dinheiro será doado a uma intuição de caridade).