<
>

Furia 'vinga' MIBR vencendo compLexity pela semifinal da DreamHack Open Anaheim de CS

Furia está na final da primeira DreamHack Open disputada em Anaheim Stephanie Lindgren / DreamHack

A primeira edição de uma DreamHack Open realizada em Anaheim, nos Estados Unidos, pode terminar com uma equipe brasileira subindo no degrau mais alto do pódio. Isso porque uma das representantes do País na competição conseguiu chegar ao confronto valendo o título. Foi a Furia, que neste domingo (23) venceu mais uma série no torneio, agora contra compLexity (coL), pela semifinal.

Além da classificação para a final, a Furia também vingou o MIBR, que nos dois dos três confrontos que disputou nesta DreamHack Open acabou perdendo para o coL. O segundo revés, disputado nas primeiras horas deste domingo, culminou na eliminação precoce do time comandado por FalleN.

O adversário da Furia na última série melhor de três (md3) desta DreamHack Open já está definido. Será Gen.G, que na outra semifinal derrotou North por 2 a 0 (16 a 13 na Dust 2 e 16 a 14 na Mirage). As duas equipes vão se enfrentar ainda neste domingo em duelo marcado para começar às 23h (de Brasília).

Lembrando que a DreamHack Open Anaheim foi um tanto nostálgica para três integrantes do MIBR. Fazia pouco mais de dois anos que FalleN, fer e taco não disputavam um torneio desta série. A última aparição do trio foi em 2017, quando os jogadores ainda vestiam a camisa da SK Gaming. Na ocasião, venceram a DreamHack Summer. Um pouco antes, em 2016, os três participaram de duas etapas junto à Luminosity Gaming: Leipzig e Austin, respectivamente, nas quais foram vice-campeões e campeões.

O DUELO VS COL

Mirage foi o mapa escolhido pelo compLexity para abrir a série melhor de três (md3). O Juggernaut começou melhor conseguindo impor o próprio ritmo jogando de TR, o que resultou na vitória da primeira metade por 12 a 3. Mas a Furia reagiu e até encostrou no placar, mas na hora de decidir o coL teve mais êxito e fechou o jogo em 16 a 11.

O duelo seguiu para Overpass, pick da Furia. A equipe brasileira marcou os primeiros pontos e conseguiu abrir a considerável vantagem de 6 a 1. O coL até reagiu, mas os Panteras fecharam a primeira metade em 9 a 6. Os Panteras também começaram o lado CT positivamente até que o Juggernaut acordou e encostou no placar. Mas arT e companhia não deixaram a virada acontecer e fecharam a partida em 16 a 11.

Tudo foi decidido na Nuke, que começou com a Furia marcando cinco pontos em sequência. O compLexity até reagiu, mas quem virou a primeira metade vencendo foi a equipe brasileira por 9 a 6. O Juggernaut abriu o lado final com um 4 a 0, virando assim no placar. Os dois times deram tudo de si nos rounds finais e quem saiu com a vitória foi os Panteras por 16 a 14.

O CAMPEONATO

Pela primeira vez a cidade norte-americana de Anaheim está recebendo uma edição da DreamHack Open, torneio este que começou nesta sexta-feira com a participação de oito equipes e premiação de US$ 100 mil.

Grupo A: Endpoint, forZe, Furia e North
Grupo B: compLexity, Ence, Gen.G e MIBR

Os participantes foram divididos em dois grupos e vão se enfrentar no sistema de eliminação dupla, com os confrontos iniciais sendo melhor de um (md1) e os demais, melhor de três (md3). Os dois melhores times de cada chave avançam para o mata-mata.