<
>

LoL: Golden Guardians quer provar aos céticos que não é a 10ª força da LCS

Golden Guardians, equipe de League of Legends Divulgação/Golden Guardians

A League of Legends Championship Series da América do Norte tem sofrido fortes críticas da comunidade desde que nenhuma equipe local conseguiu avançar da fase de grupos no mundial de 2019. Toda a movimentação na intertemporada, anúncios de elencos e torneios amadores têm sido acompanhados por um exame minucioso e um discurso crítico nas mídias sociais. A impressão atual da LCS é toda a estrutura, de cima para baixo, de mediocridade.

No centro dessa discussão está o novo elenco da Golden Guardians, que muitos power rankings da pré-temporada e discussões da comunidade classificaram como a pior equipe da liga.

A equipe mais recente a conquistar essa classificação indesejada foi FlyQuest na primavera de 2019. O elenco alcançou os playoffs do split e terminou em quarto lugar no geral.

"Acho que a região será um pouco bagunçada novamente este ano", disse o técnico da Golden Guardians, Nicholas "Inero" Smith. "Honestamente, amo a posição em que estamos, onde todos pensam que somos a décima força. Essa é a percepção universal. Se alguém não coloca o GGS em 10º lugar, as pessoas imediatamente respondem com algo do tipo 'você já viu a quantidade de novatos do GGS? GGS é a 10º força’. Eu amo isso".

"Todo mundo tem muito potencial, mas, como ainda não começamos a jogar, é difícil dizer onde vamos terminar ou quão bem seremos", disse o caçador Can "Closer" Çelik. "Mas sinto que não seremos um time de último lugar, com certeza".

Closer, que se destacou na fase de play-in do mundial de 2019 jogando pela Royal Youth, foi um dos anúncios mais surpreendentes da intertemporada dos Golden Guardians. Muitos pensaram que ele estaria em uma equipe League of Legends europeu, mas ele preferiu a Golden Guardians.

"Ouvi alguns analistas europeus dizendo que se você não vai jogar por um time de primeira linha, não faz muito sentido jogar na América do Norte", disse Closer. "E acho que há uma lacuna muito grande na Europa entre as equipes de primeiro e segundo escalão; por isso não tinha muito potencial nas ofertas que tive, então preferi vir aqui".

"Não acho que seja difícil [para o Closer]", disse Inero. "Uma das razões pelas quais o escolhi assim que falei com ele foi por saber que esse cara não seria um problema para o resto do time. Geralmente, quando você traz alguém da Coreia ou da Europa, existe um nível de choque cultural na maneira com interage com os companheiros de equipe. Nós americanos temos algumas coisas que não lidamos bem quando conversamos com as pessoas. Closer é um cara superaberto e amigável. Ele está sempre tentando mudar o jogo e melhorar".

Golden Guardians iniciou sua intertemporada anunciando que Greyson "Goldenglue" Gilmer seria seu meio. Seguindo para a temporada 2020, ele será o único jogador norte-americano nativo na rota central.

"O engraçado é que agora existem rumores de que o visto de Broxah não está sendo aceito, então Pobelter pode ter que jogar na selva", disse Goldenglue, rindo. "Eu ainda seria o único meio da região se Pobelter estiver jogando na selva? É isso que tenho me perguntado. Brincadeiras à parte, acho super legal que eu tenha tido essa oportunidade".

A primeira reunião da intertemporada que Goldenglue teve com o time da Golden Guardians deixou claro ser que ele seria o centro da nova formação, juntamente com o principal jogador do time Kevin "Hauntzer" Yarnell.

"Há alguma pressão nisso, porque o sucesso da equipe está um pouco sobre meus ombros", disse Goldenglue. "Não apenas sobre meus ombros, mas sinto uma responsabilidade. Há alguma pressão, nervos e ansiedade, mas também é realmente emocionante jogar".

"Fiquei feliz em me encontrar com alguém como Greyson porque passamos a maior parte do ano lutando contra esses times. Eu pude ver como Palafox jogou contra Goldenglue ou como Hard jogou contra Blaber e pessoas assim", disse Inero, que era anteriormente treinador do time Academy do Golden Guardians. "Depois que pudemos ver esse tipo de comparação e ver como nossa equipe jogava contra equipes da LCS em treinos, percebi que a diferença entre grande parte da LCS e a Academy não é tão grande quanto as pessoas pensam".

A outra movimentação mais controversa que a Golden Guardians fez foi mover Yuri "Keith" Jew de sua formação na Academy como suporte, e não como um atirador. Segundo Inero, foi mais favorável ao crescimento de Choi "Huhi" Jae-hyun como meio e do jovem atirador Victor "FBI" Huang. Inero disse que Keith, como ex-atirador, tem uma compreensão inata mais forte da pista inferior devido sua função anterior, e ele e Huhi se tornarão jogadores mais fortes.

"Conheço a percepção do público. Todo mundo acha que é horrível, eles pensam que não está realmente desenvolvendo jovens talentos ou algo assim, mas é um elenco jovem", disse Inero. "Não quero usar alguém que seja jovem e ainda não tenha a capacidade de jogar na LCS. Se você olhar para os suportes da solo queue, é isso que você vê. Acho que esse é um dos nossos pontos mais fracos. É uma posição em que precisamos de mais pessoas".

"Prefiro tentar algo novo", disse Inero. "Se não funcionar, tudo bem. Prefiro aceitar a responsabilidade".

Golden Guardians começa a treinar nesta semana, iniciando a preparação para a próxima temporada da LCS. Sua condição de zebra não atenuou seus espíritos de jogo. Se for o caso, permitirá que joguem mais livremente, com menos pressão.

"Até agora, das minhas impressões de todos nós como jogadores, somos todos muito bons mecanicamente, mas ainda meio ‘burros’“, disse Goldenglue. "Quando estou jogando na solo queue com esses caras, penso 'somos realmente hábeis, mas não tomamos grandes decisões, então devemos realmente trabalhar nisso'". Então, trabalhando na criação de uma boa base, de como jogar o jogo, em termos de decisões macro, será realmente o cenário perfeito para nós".

"Estar na posição de zebra é emocionante", disse Inero. "Sei que nenhum de nossos jogadores se sente remotamente como se fosse um time digno do 10º lugar. Estou feliz em participar deste time e sinto que estamos honestamente em uma condição boa. Acho que muito disso é porque a maioria das pessoas não viu como essas equipes Academy se saem contra as equipes da LCS em geral. A maioria das pessoas que faz comentários não assiste à liga Academy".