<
>

LoL: 'É assustador pensar no que esses coreanos podem fazer', diz Tinowns sobre Key e Seonghwan

paiN encerrará temporada de 2019 na Superliga ABCDE Saymon Sampaio/BBL Esports

A paiN Gaming fechou sua escalação para o CBLoL 2020 com chave de ouro ao anunciar, na última segunda-feira (9), o atirador pentacampeão brasileiro brTT para seu time de LoL. A equipe, no entanto, estava longe de ter um elenco fraco antes da oficialização do ADC. Os coreanos Key e Seonghwan vêm direto da LCK, liga coreana, para a paiN — o que torna os dois, possivelmente, as importações mais fortes da história da região.

Em entrevista para o ESPN Esports Brasil, o mid laner do time, Tinowns, comentou a vinda dos novos companheiros de equipe.

Ele conta que estava ciente das contratações antecipadamente pela diretoria da paiN, e que, no começo, ficou “até assustado”. “São jogadores tier 1, da LCK. Nunca foram campeões, mas têm muita bagagem e experiência, jogaram contra o Faker, Peanut, todo mundo da LCK”, cita.

Key foi titular da Hanwha Life na última temporada, ficando em 9º lugar na última etapa da Liga Coreana. Seonghwan foi reserva de Peanut na Gen.G, 6º lugar na última etapa. “É um nível a mais de coreanos”, define Tinowns. “Se o Shrimp fez o que fez no Brasil e não era destaque na Coreia, não jogava no Tier 1, é meio assustador pensar no que esses coreanos podem fazer aqui”, opina.

Ele afirma, no entanto, que vê a barreira linguística como um desafio. “Eu nunca joguei com estrangeiros antes. Só com o Visdom, na CNB, mas foi muito rápido. [Mas] vai ser uma experiência muito legal pra mim, são dois jogadores com muita bagagem”, avalia.

BRTT E KAMI

Tinowns e Kami são dois dos mid laners mais experientes do LoL brasileiro e, em 2020, dividirão a posição na paiN por conta do retorno de Kami. Para Tin, seu companheiro de rota “tem tudo para mostrar sua força de novo” na próxima temporada.

“Apesar dele não estar jogando a Superliga, ele [Kami] já está treinando com a gente, porque ficou dois anos parado e não é fácil voltar”, assume. “É muito tempo, o jogo muda muito. Ele está em fase de adaptação, usando a Superliga pra treinar. Acho que quando chegar o CBLoL, ele tem tudo pra mostrar a força dele de novo e vamos disputar essa vaga naturalmente”, avalia.

Sobre brTT, o mid laner faz questão de dizer o quanto gostaria de jogar com o atirador, mesmo antes do anúncio oficial. “O cara tem muita bagagem no Brasil. Sempre tá em final e disputando título. Ele é muito esforçado, passou por momentos difíceis em que nenhum time queria ele e terminou ganhando. Eu acho isso muito legal e com certeza tenho vontade de jogar com ele”, diz o jogador.

Fechando a escalação, Tinowns diz que, se as expectativas forem cumpridas, a paiN é time para ir bem internacionalmente. “Sem querer hypar, mas já hypando”, brinca. “Com jogadores da LCK e os três brasileiros, vai ficar muito forte, então é line para ganhar tudo ano que vem e ir pro Mundial”, crava.

BOOTCAMP

Tinowns estreou na Superliga poucas semanas após voltar de um bootcamp na Coreia, em que passou um mês treinando nas filas ranquedas da região. “No começo, eu tive muita dificuldade, porque eu vi que é um jogo diferente daqui do Brasil até na SoloQ”, conta. “Depois, fui tendo uma mentalidade certa e evoluindo com o tempo”, relata, dizendo que demorou um mês para chegar ao tier Desafiante na Coreia.

Ele afirma que seu aprendizado foi centrado na mentalidade, e que tentará adaptar o que aprendeu ao seu próprio estilo de jogo. “Acho que minha mecânica continua a mesma, não mudou muito, apesar de eu ter jogado contra pessoas boas lá”, confessa.

“Foi mais a minha mentalidade. Tinha bastante luta desde o early game, muita fight, as pessoas rotacionam muito rápido, e eu meio que peguei isso para o meu jogo. Era o que faltava: ser mais criativo, criar mais jogadas, e é o que eu to tentando adaptar agora”, diz o mid laner.


A paiN Gaming encerrará a temporada competitiva 2019 disputando a final da Superliga ABCDE no próximo sábado (14), na BBL Arena, contra a Prodigy (PRG). A série md5 marcará, também, a despedida de Matsu e esA, e Tinowns será titular na mid lane.