<
>

Após defender Splyce, Tierwulf planeja volta ao Brasil e negocia com Falkol

Tierwulf quer voltar a jogar no Brasil Riot Games

Um dos destaques da extinta Big Gods na segunda etapa do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLoL) 2016, o chileno Tierwulf pode voltar a competir no País na próxima temporada. O ESPN Esports Brasil apurou que o caçador está negociando com a Falkol.

As informações obtidas pela reportagem mostram que o caçador chileno conversou tanto com equipes do CBLoL, como também com participantes do Circuito Desafiante. Mas foi o projeto apresentado pela Falkol que mais despertou o interesse de Tierwulf.

O nome do chileno está em alta, em toda a América, por conta da passagem de Tierwulf no cenário europeu. Após dois anos vestindo a camisa do Kaos Latin Gamers (KLG), da América Latina, o caçador foi contratado pela Splyce. Na organização europeia, foi reserva da formação principal e defendeu o “time B”, Splyce Vipers, com a qual venceu a liga profissional espanhola (LVP).

Nos últimos meses Tierwulf vinha atuando pelo MAD Lions, organização da Espanha adquirida recentemente pela OverActive Media, empresa que administra Splyce.

O ESPN Esports Brasil procurou a Falkol para comentar sobre o interesse em contratar Tierwulf, mas a organização não respondeu até o contato. A possibilidade da equipe contar com o chileno em 2020 também foi publicado pelo Baserush.

A Falkol disputou as duas etapas deste ano do Circuito Desafiante. Na válida pelo primeiro semestre, a equipe terminou em quarto após derrota para a paiN Gaming na semifinal. Já na segunda etapa, o time não foi tão bem e precisou disputar a Série de Promoção para se manter na 2ª divisão brasileira - o que conseguiu ao vencer o “time B” da paiN.

Até o momento, dos jogadores que integram a Falkol, apenas Vert revelou que está aberto a receber propostas. O time também já anunciou que, no início do ano que vem, fará um novo bootcamp na Coreia do Sul.