<
>

Após um ano no comando da equipe, Djoko deixa a paiN

Djoko em entrevista para o ESPN Esports Brasil Reprodução

Djoko não será o treinador-chefe da equipe de League of Legends da paiN Gaming na próxima temporada. Foi a própria organização que revelou, nessa quarta-feira (14), a saída do profissional, que tinha vínculo com o clube até o dia 18 deste mês, conforme consta no banco de contratos disponibilizado pela Riot Games.

A confirmação da saída de Djoko acontece pouco mais de duas semanas após o ESPN Esports Brasil trazer a público que o treinador ia ser dispensado. No final de outubro, a reportagem apurou que o profissional não continuaria na organização em 2020 como consequência da reformulação do elenco que está sendo planejada pela paiN.

A reportagem apurou na época que a paiN está estudando voltar a investir em profissionais coreanos. A organização planeja importar jogadores para duas posições, podendo ser um caçador, um atirador ou um suporte. Além disso, a contratação de um treinador sul-coreano também não é descartada.

Tendo em vista que importar coreanos de alto calibre significa “abrir o bolso”, a paiN está realizando um amplo estudo do mercado. As contratações seriam viabilizadas, conforme fontes próximas, por vendas de alguns dos atuais integrantes da equipe.

Djoko vinha comandando a paiN desde abril de 2018. O treinador esteve à frente da equipe no vice-campeonato da segunda etapa do Circuito Desafiante daquele ano e, posteriormente, na derrota para INTZ na Série de Promoção, no também vice da Superliga 2018, no título da edição do Circuitão que abriu a atual temporada e na segunda etapa 2019 do CBLoL.