<
>

No CBLoL, Zuao aponta foco: "Não penso em nada a não ser os playoffs"

Riot Games Brasil

A Redemption faz jus ao nome e encontrou sua redenção no CBLoL ao ganhar da paiN no último domingo (7). A vitória vem após 3 rodadas sem resultado, incluindo uma derrota dolorida para a lanterna do campeonato, Team One. O ponto na tabela marca o retorno do time de Porto Alegre à terceira posição, que divide com a Uppercut.

De acordo com o jungler Zuao em entrevista ao ESPN Esports Brasil, a vitória traz um alívio necessário à equipe. “Se a gente perdesse, íamos sair com 4 derrotas em duas semanas, então ia ser um baque de confiança muito grande. Foi importante, sim. Fora que nossa semana de treino foi a melhor que a gente já teve, estávamos muito confiantes”, revela.

Os jogadores da Redemption vinham expondo em outras declarações que o time passava por problemas de internet que prejudicaram os treinos nas últimas semanas. Zuao diz que, provisoriamente, o problema foi consertado. “Não estamos mais com esses problemas e o único obstáculo somos nós mesmos. (...) Precisamos voltar à nossa forma”, analisa.

CAMPANHA

O time de Porto Alegre teve uma campanha instável ao longo da fase de pontos do campeonato, mas Zuao não vê o resultado até agora como grande problema. “Por incrível que pareça, eu sempre me dei melhor quando eu estava mal do que bem. Eu ainda não aprendi a ser um vencedor, mas sei ser um bom perdedor”, confessa o jungler.

Zuao prossegue. “Isso faz diferença para o meu time e para mim. (...) Eu acho que para conseguirmos dar um passo a frente, temos que focar bastante, principalmente nesse último turno, e eu acredito que, como estamos atrás, é mais fácil. Acho muito mais difícil se manter vencendo do que dar a volta por cima”, opina.

“Para a gente, vai ser mais fácil que para os outros times, porque temos que correr atrás do prejuízo, enquanto eles terão que mudar algum estilo de jogo ou algo do tipo para não serem surpreendidos”, analisa o caçador.

Zuao crava que a meta da Redemption é chegar nas eliminatórias. “Eu não penso em nada a não ser os playoffs. Quero muito jogar a final no Rio de Janeiro”, confessa o carioca. “Meu ápice foi a semifinal, e eu quero muito jogar uma final. Então, com certeza, minha cabeça tá só nos playoffs”, assume.

OBJETIVOS

Na última etapa do CBLoL, a Redemption chegou nas eliminatórias sem sufoco, classificando-se em terceiro lugar e vendo a CNB praticamente beliscar a quarta e última vaga. Zuao discorre que, apesar da ideia do time ser “chegar dominando” no mata-mata, “o importante é chegar”.

“Temos que chegar e alinhar as coisas para os playoffs, porque, querendo ou não, são dois planejamentos diferentes: como jogar a fase de pontos em md1 e como jogar uma md5. Nossa cabeça agora tem que ser em como dominar a fase de pontos. A ideia é chegar dominando, mas se a gente só chegar, também tá ótimo, porque nosso planejamento muda”, afirma o jungler.

Sobre a preparação para alcançar tal posição, Zuao diz que a maior parte do caminho será manter a mentalidade durante os treinos. “Só conseguirmos ter a primeira semana de treinos rica agora, por conta daqueles problemas de internet. Agora é só manter nosso trabalho, nosso foco”, analisa.

“Os psicólogos também estão tendo grande mérito nisso. Eles estão conseguindo manter a gente na linha, porque, às vezes, dispersamos muito, e eles nos puxam para o lado da seriedade, do foco. [Dizem que] isso não é brincadeira, que é algo sério. É muito mérito deles, por estar colocando esse mindset na gente”, finaliza.

VITÓRIA SOBRE PAIN

Em coletiva de imprensa após o jogo de domingo, o suporte Jockster comentou o jogo contra a paiN — time favorito ao título que vem em fase ruim no campeonato. Para ele, o problema dos adversários é “bem pior” do que o deles. “A gente tá vendo a paiN como um time confuso”, analisa.

“Pelo que eu vejo nos jogos deles, às vezes eles ficam muito perdidos no que querem fazer no jogo. Às vezes, eles trabalham a win condition deles, às vezes não, e parece que está dando muita confusão durante o jogo. Isso é algo muito difícil de arrumar. Pode vir de comunicação, de sinergia, de muita coisa”, avalia o suporte.

“Na minha opinião, nosso problema era simplesmente o período em que não conseguimos treinar direito. Isso atrasou nossa evolução. Agora que estamos (...) conseguindo colocar as coisas que a gente gostaria de colocar em prática, estamos evoluindo bastante.”

“Acredito que o que sempre faltou para a gente foi qualidade na hora do macro, na mecânica e em champion pool, e a internet atrapalha tudo isso. Agora que estamos conseguindo treinar direito, acho que isso vai melhorar muito”, finaliza Jockster.


Após a sexta semana do CBLoL, a Redemption está em terceiro lugar, empatado com a Uppercut. O time enfrentará CNB e Uppercut na sétima semana, que inicia neste sábado (13), a fim de manter o resultado e a posição na tabela.