<
>

Shrimp: "É bom ter torcida, mas não posso depender psicologicamente disso"

Riot Games Brasil

O CBLoL 2019 teve seu retorno no último sábado (1), e o Flamengo estreou com vitória nas primeiras rodadas, fazendo jus à campanha da última etapa. Na fase de pontos da edição anterior, o time teve um resultado quase perfeito, com 20 vitórias e apenas uma derrota. No entanto, o rubro-negro não manteve o desempenho na série final, perdida para a INTZ em um 3 a 2.

O caçador do Flamengo, Shrimp, quebrou o silêncio em relação à falha psicológica apontada pela torcida na série eliminatória. “Eu sei que foi muito falado que eu tenho o psicológico fraco, mas não ligo muito para isso”, afirma o coreano. “Pode ter vários aspectos em que eu posso ser insuficiente, que eu preciso melhorar.”

Shrimp diz que, após o final da etapa, refletiu sobre este aspecto e outros que precisa melhorar em si mesmo. “Muitas pessoas podem falar que a parte psicológica foi um fator, e eu respeito quem fala isso. Mas eu não consigo afirmar que perdemos porque faltou psicológico, porque, para mim, dizer isso é encontrar uma desculpa pra justificar minha derrota na final. E eu, particularmente, sei que não foi por um fator psicológico, mas sei que preciso melhorar”, confessa.

Questionado sobre se a descrença da torcida após a primeira etapa deixa-o menos pressionado, o coreano confessa que a reação do público influenciou em seu desempenho. “Eu estava mais preocupado em mostrar uma boa gameplay, então isso influenciava em jogadas que fazíamos. Considero que foram jogadas egoístas, não tão voltadas para ajudar o time”, afirma.

“Agora, eu penso que é muito mais importante ter consciência própria de que estou fazendo um bom trabalho, que estou me esforçando e que está bom para o time, do que ter o reconhecimento da torcida”, revela Shrimp. “Ouço bastante que sou um bom jogador, mas eu não posso ficar dependendo desse tipo de elogio. Não é para os fãs pararem de torcer para mim, mas o fundamental é que eu acredite no meu próprio trabalho.”

O caçador pede a seus torcedores que não deixem de apoiá-lo, mas afirma que está focado em fazer as melhores decisões para seu time nesta etapa. “Agora, estou treinando muito mais meu mind control e me preocupando em fazer minha parte sem me importar com que os outros [fora do time] pensam. É muito bom ter torcida, mas não posso depender psicologicamente disso”, finaliza o coreano.


O CBLoL terá sua segunda rodada acontecendo a partir deste sábado (8). O Flamengo enfrentará a CNB e a Redemption, buscando mais dois pontos na classificação, em que está empatado na liderança com a Uppercut e a KaBuM.