<
>

COVID-19: Corinthians é impedido de embarcar para a Argentina antes da disputa da Libertadores feminina

A delegação do Corinthians foi impedida de embarcar nesta terça-feira para a Argentina, onde disputará nos próximos dias a edição 2020 da Conmebol Libertadores feminina.

Segundo informou o Timão, a empresa aérea Turkish Airlines não autorizou o embarque das atletas por causa das restrições de entrada para brasileiros em meio à pandemia de COVID-19.

O Alvinegro, que é o atual campeão da Libertadores feminina, argumentou que atletas profissionais, que estão destinadas a participar de uma competição em formato de "bolha sanitária", podem, sim, viajar, se forem testadas e isoladas.

A diretoria, porém, não conseguiu convencer a Conmebol Confederação Sul-Americana de Futebol), que ofereceu uma alternativa: a troca de voo para esta quarta-feira (3), com a empresa Aerolineas Argentinas.

Em nota oficial, o Corinthians informa que só aceita a troca em caso de garantia de embarque. "A espera de cerca de quatro horas no aeroporto causou desgaste para atletas e funcionários e os expôs em um local de grande circulação de pessoas em meio a uma pandemia global", informou o clube.

A entreia do Alvinegro na Libertadores feminina 2020 será na sexta-feira, às 17h (de Brasília), contra o El Nacional-EQU, em Morón, província de Buenos Aires.

Os outros times brasileiros que participam da competição são a Ferroviária e o Avaí-Kindermann.

O torneio começa na próxima sexta-feira, dia 5 de março, e será encerrado em 21 de março, sendo realizado todo em uma "bolha" na Argentina.