<
>

Premier League feminina é encerrada, e vice-líder Chelsea é proclamado campeão; entenda

play
Premier League planeja projetar torcedores nos telões dos estádios; Natalie Gedra explica a ideia (1:20)

Liga também aprovou cinco substituições por partida no restante da temporada (1:20)

Devido à pandemia do novo coronavírus, a FA (Associação de Futebol da Inglaterra) encerrou nesta sexta-feira a Premier League feminina e declarou o vencedor.

O Chelsea, que era 2º colocado antes da paralisação, foi proclamado campeão, enquanto o líder Manchester City ficou com o vice.

A decisão também é válida para a 2ª divisão, e o título ficou com o Aston Villa junto ao acesso para a elite.

Apesar de ser vice-líder do campeonato antes da paralisação, a equipe do Chelsea ficou com o título graças ao critério utilizado pela FA: a média de pontos por jogo.

O então líder Manchester City possuía 40 pontos conquistados em 16 jogos, enquanto a equipe londrina fez 39 em 15 partidas. Dessa forma, a média do Chelsea foi de 2,6 pontos e as Citizens ficaram com 2,5 pontos.

Apesar de perder o título, a equipe de Manchester ainda conseguiu a classificação para a Champions League da próxima temporada.

Seguindo o mesmo critério, a FA também comunicou o título da Championship, 2ª divisão do Inglês.

O Aston Villa foi declarado campeão, além de conseguir o acesso para a elite. Da mesma forma, e com o pior desempenho entre as 12 equipes da Premier League feminina, o Liverpool foi rebaixado.

"Eu gostaria de parabenizar as jogadoras, técnicas e todo o estafe de Chelsea e Aston Villa. Embora a temporada 2019/20 tenha sido reduzida, foi uma campanha muito disputada e seu sucesso é merecido, baseado no mérito esportivo", disse Kelly Simmons, diretora da Federação Inglesa de Futebol Feminino Profissional.