<
>

Etiene Medeiros foca nos 50m costas e livre no Mundial de Natação visando Pan-Americano

play
Poliana Okimoto mostra otimismo para Tóquio 2020: 'Ana Marcela e Etiene Medeiros são realidade' (0:51)

Nadadora falou sobre as compatriotas (0:51)

Com foco no Pan-Americano de Lima, Etiene Medeiros decidiu disputar as provas mais velozes no Campeonato Mundial de Natação, em Gwangju, na Coréia do Sul. A pernambucana vai lutar pelo pódio nos 50 metros costas e livre na disputa, que tem início na próxima segunda-feira (21).

A decisão se deu por conta do calendário apertado no início deste semestre. “Como teremos os Jogos Pan-Americanos na sequência (a abertura está programada para 26 de julho e a natação começa a partir de 6 de agosto), é necessário priorizar as provas que tenho mais chance de medalha aqui na Coréia e chegar bem para lutar por mais vitórias no Peru”, explicou a atleta.

Etiene busca o bicampeonato mundial nos 50 metros costas. O primeiro ouro veio em 2017, em Budapeste 2017. Ela também é bicampeã do mundo em piscina curta (Doha/2014 e Windsor/2016), além do título no revezamento medley misto em 2014.

Ela chegou a Gwangju com a Seleção Brasileira nesta quinta-feira (18) e já venceu um adversário antes mesmo de cair na água na Coréia do Sul. “Fizemos uma semana de aclimatação bem tranquila em Sagamihara, no Japão. Conseguimos manter a rotina dos treinos e, devagar, a Etiene se ajustou ao fuso de 12 horas. Fizemos trabalhos específicos das provas de velocidade e ela respondeu muito bem. Ainda teve uma leve dor de garganta, mas foi medicada e se recuperou bem”, revelou Fernando Vanzella, seu treinador.

Otimizar a programação e concentrar a disputa nos 50 metros livre e costas no mundial se justifica. Depois do Campeonato Mundial, Etiene segue para os Jogos Pan-Americanos do Peru. A nadadora tem embarque previsto para Lima poucos dias após retornar da Ásia. E, apesar do tempo curto para recuperação, ela deve disputar seis provas: 50m livre, 100m costas e revezamentos 4 x 100m livre, 4 x 100m livre misto, 4 x 100 medley e 4 x 100 medley misto. E vai entrar na piscina cotada como favorita à medalha de ouro. Afinal é uma das principais atletas do mundo no nado de costas desde 2013.

Vanzella detalha porque o foco foi direcionado exclusivamente para os 50m costas e 50m livres na Coréia. “O 50m costas é uma prova que a Etiene domina muito bem todos os detalhes e executa com precisão. Por isso, o objetivo é seguir o passo a passo, começando pela eliminatória, passando pela semifinal e, chegando novamente na final, disputar a medalha. O 50m livres também é importante, por ser uma prova olímpica”, diz o treinador.

Contudo, ele sabe que a disputa será acirrada. “Nesses últimos dois anos, mais meninas tem mostrado evolução nos tempos. Dessa forma, deve ser bem apertado em todos as etapas. Não podemos descuidar.”

Confiante, Etiene sabe que precisará nadar seu melhor para garantir um lugar no pódio, de preferência, no lugar mais alto. “O nível da natação feminina internacional cresce ano a ano e não vai ser fácil. Mas treinei bem e bastante. Estou confiante e pronta para deixar tudo na piscina”, completou a nadadora natural de Pernambuco, que lista as chinesas, norte-americanas, australianas e holandesas como as principais adversárias por um lugar no pódio nos 50m na Coréia.