<
>

Marta vira maior artilheira das Copas, Brasil vence Itália e pega França ou Alemanha nas 8ªs

play
Com recorde de Marta, Brasil vence Itália e vai às oitavas da Copa do Mundo (0:28)

Craque brasileira marcou o único gol da vitória por 1 a 0 (0:28)

A seleção brasileira entrou em campo contra a Itália nesta terça-feira, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo feminina, e em partida decisiva. Quem levou a melhor foi o Brasil, que venceu as italianas por 1 a 0, com gol de Marta, cobrando pênalti no segundo tempo. O gol não só garantiu a classificação brasileira, como também isolou a camisa 10 como a maior artilheira da história das Copas, seja feminina ou masculina. Agora com 17 gols em Mundiais, Marta ultrapassa o alemão Miroslav Klose e assume a liderança da artilharia.

Combinado com a vitória da Austrália por 4 a 1 sobre a Jamaica, o resultado classifica o Brasil na terceira colocação do grupo C, atrás das australianas pelo saldo de gols. A Itália se classifica na primeira posição. O Brasil ainda não tem sua adversária definida, mas enfrentará França ou Alemanha.

BRASIL COMEÇA MELHOR

O Brasil começou o primeiro tempo dominando e teve muitas chances. A melhor – e mais bonita – delas foi logo aos 16 minutos, Debinha recebeu na cobrança de escanteio e quase anotou de letra, mas a goleira Giuliani defendeu muito bem. Aos 28 minutos, a Itália chegou a anotar um gol com Girelli, que recebeu na grande área, chapelou Letícia e colocou para o fundo da rede, mas a arbitragem anulou, alegando, corretamente, impedimento.

A chegada deu um ânimo para as italianas, que aumentaram o ritmo e obrigaram Bárbara a trabalhar duas vezes, a melhor delas em uma finalização de Bonansea que a goleira brasileira fez ótima defesa. O Brasil ainda tentou levar perigo, mas não conseguiu criar mais nenhuma chance de gol antes do intervalo.

SEMPRE ELA!

Na volta para o segundo tempo, o Brasil seguiu jogando melhor e criando ótimas oportunidades, principalmente na bola parada. Em cobrança de falta da meia-lua, Andressinha carimbou a trave italiana. O jogo ia se arrastando até a reta final, quando Debinha invadiu a grande área e foi derrubada por Linari. A arbitragem marcou pênalti para a seleção brasileira.

Na cobrança, Marta deslocou a goleira para o canto direito, bateu no canto esquerdo e anotou o gol da vitória brasileira. Com a vantagem no placar, o Brasil administrou o resultado até o apito final.

JAMAICA x AUSTRÁLIA

Ao mesmo tempo, a Austrália enfrentou a Jamaica. As australianas entraram na partida como favoritas e em situação parecida com o Brasil, precisando de uma vitória ou empate para classificar – e venceram. 4 a 1.

O primeiro gol aconteceu com apenas 10 minutos do primeiro tempo, com Sam Kerr. Aos 41 minutos, novamente Kerr balançou a rede, de cabeça, para aumentar o placar: 2 a 0.

No segundo tempo, a Jamaica dominou por boa parte e diminuiu o placar aos 3 minutos, com um golaço de Solaun. A meia entrou na 2ª etapa para substituir a atacante Cameron.

Mas Kerr não estava satisfeita e ainda anotou mais dois gols, marcando os quatro gols australianos na partida.