Torcida que só incentiva e não briga existe. Não precisa ser formada por vassalos de cartolas

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira
O diretor do departamento de defesa do torcedor do Ministério do Esporte, Paulo Castilho, defendeu no Bate-Bola 2ª Edição de quarta-feira a torcida "oficial". Ela seria bancada pelo clube e "apenas incentivaria" o time. Uma ideia surreal. As organizadas surgiram para, por exemplo, questionar e fazer oposição aos maus dirigentes. Transformar esses grupos que desvirtuaram seu caminho em vassalos de cartolas, pagos, bancados por eles, seria um atentado ao futebol.

Se a ideia é termos apenas grupos de torcedores que seguem para os estádios dispostos apenas a apoiar seus jogadores, basta que deem a eles essa oportunidade. Grupos de torcedores com esse perfil não são poucos. Casos de Guerreiros do Almirante (Vasco da Gama), Loucos pelo Botafogo, Povão Coxa-Branca (Coritiba), Nação 12 (Flamengo), Squadra Azul (Cruzeiro), Camorra 1914 (Palmeiras), Movimento 105 Minutos(Atlético-MG) entre outros. Nem todos sobreviveram e houve casos de ameaças de organizadas.

Mas nenhum deles "pegou" como o Movimento Popular Legião Tricolor, do Fluminense. Depois de revolucionar a arquibancada e motivar a volta de torcedores que não mais frequentavam o Maracanã, o grupo perdeu força. Uma das razões? A exigência da caracterização da Legião como "torcida organizada", algo que esses tricolores não querem que ela seja. Os integrantes também sabem o que é ser ameaçado por causa do sucesso que ofusca algumas facções. Abaixo, texto enviado pelos organizadores do movimento ao blog.

* por Legião Tricolor

A torcida do Fluminense até meados da década de 80 viveu momentos de glória junto com o time tricampeão estadual em 83, 84 e 85 e com o Brasileiro de 84. Mas a partir de então, o Maracanã virou um deserto de idéias, um hiato embalado à época por alguns dos piores times que já tivemos em mais de um século de história. O quadro começou a mudar quando no final de 2006, um punhado de torcedores começou “do nada” a fazer algo diferente: ir pro estádio se divertir e cantar pelo Fluminense, sem exaltar nomes, símbolos ou camisas que não fossem a do time. O que parece simples tinha um “quê” de revolucionário. Eram alguns malucos que pulavam e cantavam músicas novas durante os noventa minutos, sem vaias ou xingamentos. Entrava mais um ator que viria junto com as organizadas já existentes (embora fossem ideologicamente diferentes) transformar a cara da torcida do Fluminense. Em pouco mais de um ano, aquela meia dúzia de gatos pingados já havia se multiplicado na casa do milhar. A cantoria e o ineditismo daquela nova forma de torcer trouxeram os torcedores de volta ao estádio.

Aqueles poucos gatos pingados ganharam um nome – Legião tricolor -, um estatuto completamente informal e milhares de adeptos que enchiam as arquibancadas amarelas do Maracanã nos jogos do time. O auge do movimento foi nas campanhas da Libertadores de 2008 e na luta contra o rebaixamento em 2009. Ali surgiram os mosaicos, inscrições feitas com sinalizadores nas arquibancadas, candelas e todo tipo de festa que pudéssemos inventar por mais que desafiassem o impossível.

Apesar disso tudo, o movimento passou por percalços e perdeu força por três motivos principais: insistência em nos manter unidos com outras torcidas organizadas a partir de 2010, mudança para o Engenhão e novas normas de conduta dentro de estádios de futebol.



Foi no fim de 2009 que as coisas começaram a mudar. Por iniciativa da diretoria do Fluminense a Legião Tricolor se uniu com as outras torcidas todas do time com o objetivo de unir o canto para embalar o time na fuga do rebaixamento. Na prática, apenas Legião e Young continuaram juntas até o fim do campeonato. Missão dada, missão cumprida. Porém, a continuidade da união com a TYF - que teve vida útil curta - levou o movimento a perder sua referência no estádio, levando ao seu enfraquecimento. Eram modelos de torcidas antagônicos na sua raiz dividindo, agora, um mesmo espaço. Algo como colocar água e óleo no mesmo copo. O resultado foi que os adeptos que se juntaram à Legião no seu início, aos poucos foram sumindo e poucas pessoas sobravam para botar a mão na massa, sem haver uma renovação de torcedores. Esse foi o primeiro baque que o movimento sofreu.

O segundo foi a mudança para o Engenhão – cujo caminho nenhuma torcida carioca descobriu até hoje - e a continuidade de uma união, dessa vez com a torcida Flunitor, que embora fosse mais fácil de lidar, ainda havia diferenças gritantes no modo de agir, além do pequeno espaço físico que o estádio do Botafogo possui para acomodar pelo menos oito (sim, oito!!!) torcidas organizadas que o Fluminense tem. O movimento então passou por um processo de diluição na arquibancada, cabendo a ele, apenas organizar os mosaicos e outras festas que ocorreram no período. A torcida voltou ao seu deserto de idéias e muitas disputas entre organizadas.

Somam-se a esses fatos, as diversas ameaças que sofremos de torcidas organizadas, tendo sair de escoltados e sermos salvos pela PM por algumas vezes. Enfim, o movimento que nunca dependeu do clube pra nada, que sempre se recusou a receber ingressos, que não lida com dinheiro – exceto nos momentos nas organizações de grandes festas, quando faz as “vaquinhas” pelas redes sociais – era constantemente ameaçado fisicamente, além de sofrer inúmeras calúnias.

Não bastassem as ameaças físicas, passamos então a sofrer outro problema, dessa vez com a justiça. Na ânsia dos diversos governos em transformar estádios de futebol em teatros de ópera para a copa do mundo, a Legião se viu coagida a assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que se contrapunha a toda nossa forma de se organizar, que estabelecia uma série de deveres a serem cumpridos, sem que direitos nos fossem dados. Ao contrário das torcidas organizadas que assinaram o TAC, o movimento sentiu a necessidade de brigar por seus direitos. Não assinamos o mesmo TAC assinado pelas organizadas e sentamos à mesa com o Ministério Público para negociar. Ao fim de um longo processo – em que o MP entendeu que o modelo do movimento era na verdade algo diferente das torcidas organizadas - conseguimos assinar um termo de conduta que respeitava nossa forma de organização. Não obtivemos privilégios, apenas exigimos nossos direitos como cidadãos e torcedores, embora, muitos dos elementos que usávamos na arquibancada, como sinalizadores, piscas, candelas e trapos estivessem proibidos a partir dali. Até mesmo simples faixas, hoje, precisam passar pelos olhares da polícia para serem aprovadas.

Apesar de tudo isso, continuamos durante todo o tempo tentando construir uniões com organizadas dadas as condições ruins de espaço no Engenhão, e o movimento atuando ainda que de forma fraca, não deixava de cantar pelo Fluminense. Nos últimos períodos, nos posicionávamos entre as torcidas Fiel Tricolor e Flunitor, quando mais uma vez a truculência falou mais alto por divergências de idéias. Ficou claro para todos então, que ali não era mais o nosso lugar – nunca foi na verdade.

Sem se deixar esmorecer, a Legião Tricolor desde o jogo contra o Huachipato pela mesma Libertadores de 2013, tem seu espaço na arquibancada, e hoje busca com sucesso retomar suas raízes, retomar a alegria de ir ao estádio apenas para cantar, a capacidade de somente de se divertir com toda a paz do mundo, o que alimentou a legião no seu nascimento. E continuaremos cantando, porque o grito só não basta.


Fonte: Mauro Cezar Pereira, blogueiro do ESPN.com.br

Comentários

Torcida que só incentiva e não briga existe. Não precisa ser formada por vassalos de cartolas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

CEO do River Plate faz análise sobre o Athletico-PR, rival na Libertadores, e destaca experiência de Paulo Autuori

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Palo Autuori pelo Athletico-PR
Palo Autuori pelo Athletico-PR Gazeta Press

O River Plate visita o Athletico-PR nesta terça-feira, às 19h15 (de Brasília), na Arena da Baixada, pela ida das oitavas de final da Conmebol Libertadores. E o CEO do clube argentino, Gustavo Grossi, falou em entrevista exclusiva ao videoblog sobre o rival brasileiro e seu experiente técnico, Paulo Autuori.

Comentários

CEO do River Plate faz análise sobre o Athletico-PR, rival na Libertadores, e destaca experiência de Paulo Autuori

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Gallardo 'prodígio', planejamento e continuidade: como River absorveu derrota para o Fla em 2019

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Gustavo Grossi, CEO do River Plate, falou em entrevista exclusiva ao videloblog como foi o trabalho de recuperação após a dramática derrota para o Flamengo na final da Conmebol Libertadores de 2019. ASSISTA ao vídeo acima. 

Comentários

Gallardo 'prodígio', planejamento e continuidade: como River absorveu derrota para o Fla em 2019

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo já faz consulta a Rogério Ceni, opção número 1 para a vaga de Domènec. Nome de Coudet também agrada

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Comentários

Flamengo já faz consulta a Rogério Ceni, opção número 1 para a vaga de Domènec. Nome de Coudet também agrada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Comentários

Equilibrar o time a partir de uma defesa mais segura, o desafio de Dome no Flamengo

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo de Jorge Jesus engatinhava quando foi eliminado pelo Athletico em 2019. Times mudaram muito desde então

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Comentários

Flamengo de Jorge Jesus engatinhava quando foi eliminado pelo Athletico em 2019. Times mudaram muito desde então

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Internacional x Flamengo, jogo com jeito de decisão, mas que nada decidirá

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Internacional x Flamengo, jogo com jeito de decisão, mas que nada decidirá

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Conheça melhor Matías Zaracho, jovem talento argentino que sai do Racing para reforçar o Atlético-MG

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Conheça melhor Matías Zaracho, jovem talento argentino que sai do Racing para reforçar o Atlético-MG

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

MP 984, que mexe nos direitos de transmissão do futebol, deverá ‘caducar’ no Congresso

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

MP 984, que mexe nos direitos de transmissão do futebol, deverá ‘caducar’ no Congresso

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

São Paulo deve lutar pela classificação na Libertadores, claro, mas vale a pena pensar na Sul-Americana

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

São Paulo deve lutar pela classificação na Libertadores, claro, mas vale a pena pensar na Sul-Americana

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo recua em negociação por Guga para analisar mercado quando a janela de contratações reabrir

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Comentários

Flamengo recua em negociação por Guga para analisar mercado quando a janela de contratações reabrir

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Mundo comenta saída de Messi, mas duelo judicial com o Barcelona pode estar apenas começando

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Argentino parece estar de malas prontas para deixar a Espanha, mas situação pode se estender por muito tempo na justiça.


         
     
Comentários

Mundo comenta saída de Messi, mas duelo judicial com o Barcelona pode estar apenas começando

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo garante apoio a Domènec e chamará a atenção de Arrascaeta por tuíte

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Comentários

Flamengo garante apoio a Domènec e chamará a atenção de Arrascaeta por tuíte

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Bayern de Lewandowski é quase imbatível. Neymar e o PSG terão que esperar

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Comentários

Bayern de Lewandowski é quase imbatível. Neymar e o PSG terão que esperar

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Lyon já estava fazendo hora extra na Champions. Bayern na final é o óbvio

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira
Bayern está na final da Champions
Bayern está na final da Champions ESPN

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Lyon já estava fazendo hora extra na Champions. Bayern na final é o óbvio

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Neymar na final da Champions: ser campeão pelo PSG é mais importante que título de 'melhor do mundo'

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Neymar na final da Champions: ser campeão pelo PSG é mais importante que título de 'melhor do mundo'

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo fecha com Isla e vai insistir para tirar Guga do Atlético-MG

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar: Flamengo fecha com Isla e vai insistir para tirar Guga do Atlético-MG
Mauro Cezar: Flamengo fecha com Isla e vai insistir para tirar Guga do Atlético-MG ESPN

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Flamengo fecha com Isla e vai insistir para tirar Guga do Atlético-MG

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Bayern é excelente, mas não foi realmente testado diante de um Barcelona que entrou em campo disposto a ser espancado

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Bayern é excelente, mas não foi realmente testado diante de um Barcelona que entrou em campo disposto a ser espancado

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Domènec prometeu não mexer já no time de Jesus. Mexeu. Mas não é o único responsável pelo vexame do Fla

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Comentários

Domènec prometeu não mexer já no time de Jesus. Mexeu. Mas não é o único responsável pelo vexame do Fla

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Na épica classificação do PSG, Neymar deixou em campo o que dele se espera, mas faltava companhia ao brasileiro

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

O PSG perdia para a Atalanta até os 44 minutos do segundo tempo, mas conseguiu a virada no fim e se classificou para a semifinal da Champions League.

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Na épica classificação do PSG, Neymar deixou em campo o que dele se espera, mas faltava companhia ao brasileiro

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Flamengo terá recurso julgado, e Defensoria pedirá que clube siga pagando R$ 10 mil mensais a familiares dos Garotos do Ninho

Mauro Cezar Pereira
Mauro Cezar Pereira

Fonte: Mauro Cezar Pereira

Comentários

Flamengo terá recurso julgado, e Defensoria pedirá que clube siga pagando R$ 10 mil mensais a familiares dos Garotos do Ninho

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

mais postsLoading