<
>

Nada de Giannis e Doncic: Brasil escapa de grandes potências e já sabe caminho para a Olimpíada de 2020

As seleções masculina e feminina de basquete do Brasil já conhecem os caminhos que terão de passar para chegar à Olimpíada de 2020.

Nesta quarta-feira, a Fiba sorteou os grupos dos pré-olímpicos para os Jogos de Tóquio.

O time masculino teve uma dose de sorte e escapou de algumas das principais equipes que estavam no sorteio. Em Split, na Croácia, o Brasil vai encarar os donos da casa, que tem como destaque os alas Bojan Bogdanović e Dario Saric, e a Tunísia no grupo B. O grupo A é formado por Alemanha, Rússia e México.

A Grécia de Giannis Antetokounmpo jogará no Canadá, a Eslovênia de Luka Doncic irá para o torneio da Lituânia, e a Sérvia de Nikola Jokic tenta a vaga em casa.

Os dois primeiros de cada trio avançam para as semifinais, mas só o campeão se classifica para a Olimpíada.

Já a equipe feminina vai até a França para encarar a seleção local, Porto Rico e Austrália. Os três primeiros times vão para os Jogos de Tóquio.

Pré-Olímpico masculino

Split - Croácia

Grupo A - Alemanha, Rússia e México
Grupo B - Brasil, Tunísia e Croácia

Belgrado - Sérvia

Grupo A - Rep. Dominicana, Nova Zelândia e Sérvia
Grupo B - Porto Rico, Itália e Senegal

Kaunas - Lituânia

Grupo A - Lituânia, Coreia do Sul e Venezuela
Grupo B - Polônia, Eslovênia e Angola

Victoria - Canadá

Grupo A - Grécia, China e Canadá
Grupo B - Uruguai, Rep. Tcheca e Turquia

*Entre 23 e 28 de junho.

Pré-Olímpico feminino

Bourges - França

- França, Porto Rico, Brasil e Austrália

Belgrado - Sérvia

- Nigéria, EUA, Sérvia e Moçambique

Foshan - China

- Coreia do Sul, China, Grã-Bretanha e Espanha

Oostende - Bélgica

- Canadá, Japão, Suécia e Bélgica

*Entre 6 e 9 de fevereiro.