<
>

Após pergunta sobre desfalques dos EUA, Popovich intervém e pede respeito à França: 'Nos venceram'

Depois da eliminação da seleção de basquete dos Estados Unidos nas quartas de final do Mundial de basquete para a França nesta quarta-feira, por 89 a 79, o técnico Gregg Popovich pediu respeito aos adversários.

Em entrevista coletiva, o armador Donovan Mitchell foi perguntado sobre a ausência das estrelas da NBA no time americano. Jogadores como Anthony Davis e James Harden não representaram os Estados Unidos na competição.

Depois da resposta do atleta, Popovich interveio e declarou que entendia a relação entre a derrota e os desfalques como desrespeito ao time francês. “Creio que é bastante desrespeitoso trazer a debate algo assim, que não tivemos este jogador ou aquele outro. É desrespeitoso à França ou a qualquer outro time do Mundial. A França nos venceu, não importa quem está no time”, explicou.

Popovich preferiu destacar a presença dos atletas que foram à competição do que a ausência dos que ficaram de fora.

“Estou muito orgulhoso destes 12 jogadores que sacrificaram as férias para estar aqui, e que nunca jogaram juntos. Eles entraram em quadra, competiram e merecem crédito por isso”, continuou. “Assim como a França merece crédito por ganhar. Não é sobre outros jogadores, não existem outros caras. Se trata dos que estão aqui, que fizeram um grande trabalho e estou muito orgulhoso”, concluiu.