<
>

Belay Bezabh aponta treinos na altitude como trunfo para vencer São Silvestre

Belay Bezabh se sagrou bicampeão da Corrida Internacional de São Silvestre nesta sexta-feira. Após vencer em 2018, o etíope repetiu a dose em 2021 ao completar o percurso de 15km em 44min54s e apontou os treinos na altitude como um dos principais fatores para o sucesso na principal prova de rua da América Latina.

“Gostei da corrida. Por causa da altitude e do clima, não foi tão difícil para mim imprimir o ritmo que imprimi e chegar na primeira colocação”, disse Bezabh.

O etíope teve como principal concorrente Daniel Nascimento, que se preparou no Quênia após chegar em 11º na última edição da São Silvestre, em 2019. A convivência com os melhores do mundo fez bem ao brasileiro, que só foi desbancado nos últimos quilômetros, já na subida da Av. Brigadeiro Luís Antônio.

“Estava quente, mas foi tranquilo. Tenho treinado na altitude de 3300m, ao voltar para o Brasil e correr na altitude de 800m, há uma diferença. A única coisa que senti um pouco foi o calor”, comentou Belay Bezabh.

Com o bicampeonato na São Silvestre, o Brasil se transformou em um lugar bastante acolhedor para o etíope, que pretende voltar mais vezes e, se possível, seguir subindo no lugar mais alto do pódio.

“Considero o Brasil como minha segunda casa. Gostaria de agradecer à organização da prova, aos brasileiros pela recepção calorosa. Sempre gosto de estar no Brasil”, concluiu.