<
>

Técnico campeão olímpico no atletismo, Luiz Alberto de Oliveira morre no Catar

O técnico de atletismo Luiz Alberto de Oliveira morreu nesta quarta-feira em Doha, no Catar. Um dos maiores treinadores de atletismo do Brasil, Luiz Alberto estava internado tratando de problemas renais e teve uma parada cardíaca.

Luiz Alberto foi o responsável pela carreira do campeão olímpico Joaquim Cruz. Com ele, conquistou o bronze no Mundial de Helsinque em 1983, o ouro nas Olimpíadas de Los Angeles em 1984 e a prata nas Olimpíadas de Seul em 1988.

O técnico também comandou outros grandes atletas brasileiros, como Zequinha Barbosa, Agberto Guimarães, Hudson Santos e Sanderlei Parrela, e estrangeiros, como as supercampeãs Mary Decker, dos Estados Unidos, e Maria Mutola, de Moçambique.

“O Luiz Alberto foi um dos gigantes do atletismo mundial, enalteceu o Brasil mundo afora, democratizando seu conhecimento, fazendo campeões em vários campos do mundo e especialmente no Brasil. Foi o primeiro e único treinador do Joaquim Cruz, do Zequinha, Agberto, Hudson Santos, Sanderlei Parrela, entre muitos outros. O Brasil perde uma grande referência. Apaga-se uma luz do atletismo, uma pessoa pela qual tinha uma elevadíssima estima, respeito e consideração. Tive o prazer e a oportunidade de conversar muito com ele, que nos apoiou nesta jornada. Que o arquiteto do universo o receba em seu descanso eterno”, disse Wlamir Motta Campos, presidente do Conselho de Administração da Confederação Brasileira de Atletismo.

Em novembro de 2020, Luiz Alberto de Oliveira teve de retirar um rim. Fazendo hemodiálise enquanto esperava um possível transplante, ele havia sofrido um AVC ainda no Brasil e recentemente teve de colocar seis stents. O pulmão, o coração e o fígado também foram prejudicados.