<
>

Com recorde de Petrúcio, Brasil fatura nove pódios no Mundial Paralímpico

Petrúcio bateu o próprio recorde e se tornou o atleta paralímpico mais rápido da história (Foto: Daniel Zappe/CPB/Exemplus)

O Brasil deu show no sexto dia do Mundial de Atletismo Paralímpico. Nesta terça-feira, o time verde e amarelo conquistou nove medalhas, com dois ouros, três pratas e quatro bronzes, sendo sete delas em finais dos 100m.

Na classe T47, a equipe brasileira dominou o pódio por completo. Petrúcio Ferreira, Washington Júnior e Yohansson Nascimento foram ouro, prata e bronze, respectivamente. Na semifinal, inclusive, Petrúcio contabilizou a marca de 10s42, estabelecendo o novo recorde mundial e se tonando atleta paralímpico mais rápido da história.

No T12, os brasileiros Joeferson Marinho e Fabrício Ferreira levaram prata e bronze. Jerusa Geber, por sua vez, venceu a classe T11, enquanto Lorena Spoladore fechou em terceiro. Rayane Silva ficou em segundo nos 200m da T13.

Nas provas de campo, o Brasil não saiu em branco. No lançamento de disco na classe T11, Izabela Campos faturou o bronze.