<
>

Darlan Romani vence a Diamond League com direito a quebra de recorde

Brasileiro entrou para a história neste domingo (Foto: Washington Alves/CBAt)

Neste domingo, Darlan Romani conseguiu um resultado histórico para o Brasil no arremesso de peso. Atual número 4 do mundo na categoria, o catarinense bateu três vezes o recorde sul-americano, garantindo o ouro na etapa de Eugene da Diamond League com 22.61m.

A marca obtida pelo brasileiro foi a 10° melhor de todos os tempos, isso sem contar o 22.46m e o 22.55m também marcados neste domingo. Em termos de comparação, Darlan ficaria com o ouro nas Olimpíadas do Rio em 2016 caso tivesse obtido a mesma marca deste domingo. Na ocasião, o título ficou com o norte-americano Ryan Crouser, com 22,52m.

Crouser, aliás, ficou com a prata em Eugene neste domingo ao anotar 22.17m, enquanto o neozelandês Tomas Walsh foi bronze com 21.69m.

As 10 maiores marcas no arremesso de peso

1ª) 23.12m de Randy Barnes (EUA), em 20 de maio de 1990, em Westwood (EUA)

2º) 23.06m de Ulf Timmermann (Alemanha), em 22 de maio de 1988, em Chania (Alemanha)

3º) 22.91m de Alessandro Andrei (Itália), em 12 de agosto de 1987, em Viareggio (Itália)

4º) 22.86m de Brian Oldfield (EUA), em 10 de maio de 1975, em El Paso (EUA)

5º) 22.75m de Werner Günthör (Alemanha), em 23 de agosto de 1988, em Berna (Suíça)

6º) 22.74m de Ryan Crouser (EUA), em 20 de abril de 2019, em Long Beach (EUA)

7º) 22.67m de Kevin Toth (EUA), em 19 de abril de 2003, em Lawrance (EUA)

8º) 22.67m de Tomas Walsh (Nova Zelândia), em 25 de março de 2018, em Auckland (NZL)

9º) 22.64m de Udo Beyer (Alemanha), em 20 de agosto de 1986, em Berlim (Alemanha)

10º) 22.61m de Darlan Romani (Brasil), em 30 de junho de 2019, em Eugene (EUA)