<
>

Tite diz que Lodi está fora da seleção por não ter se vacinado: 'Perdeu a oportunidade de concorrer'

play
Renan Lodi ficou de fora da convocação por não ter se vacinado, diz Tite (0:20)

'Ele perdeu a possibilidade de concorrer em função de não ter se vacinado', explicou o técnico da seleção (0:20)

Jogador do Atlético de Madrid, presença constante nas convocações, ficou de fora da lista para encarar Equador e Paraguai pelas eliminatórias


O técnico Tite convocou, nesta quinta-feira (13), os 26 nomes que representarão a seleção na rodada dupla das eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo. Na lateral-esquerda, chamou Alex Telles e Alex Sandro.

Renan Lodi, um dos nomes cotados para estar presente nos confrontos contra Equador, em Quito, dia 27 de janeiro, e Paraguai, 1º de fevereiro, em Belo Horizonte, ficou de fora por não ter se vacinado contra a COVID-19.

"O que posso antecipar é que o Renan Lodi não pôde ser convocado pela não-vacinação. Ele perdeu a oportunidade de concorrer. O Arana poderia estar, mas não teve ainda trabalhos mais específicos de treinamento", disse o treinador, antes de relembrar o episódio no confronto com a Argentina, pelo primeiro turno das eliminatórias e que ainda não tem data para ser jogador após suspensão da Anvisa.

"Nós respeitamos as leis dos países, diferente da Argentina que veio aqui sem a devida autorização e que em termos legais, entramos em campo, jogamos, o Brasil fez a parte dele. As instituições fizeram as partes dela. Ninguém vem aqui fazer o que quer, violando situações médicas. Respeite o Brasil", completou Tite.

Juninho Paulista, coordenador da seleção brasileira, também explicou a situação envolvendo o lateral-esquerdo do Atlético de Madrid. Segundo o ex-meia, o jogador não poderia entrar no Equador pela falta da vacinação completa.

play
3:21

Após não convocar Lodi para a seleção, Tite mostra bóton que carrega e diz: 'Vacinação é uma responsabilidade social'

Técnico da seleção brasileira convocou jogadores para as eliminatórias nesta quinta-feira

"O Lodi não poderia entrar no Equador. Ele tomou a primeira vacina agora no dia 10. Não estaria apto para entrar nos países", disse Juninho Paulista.

Vale lembrar que a Europa tem sofrido desde o final de 2021 com o aumento de casos da COVID-19. Por conta da nova variante, a Ômicron, em determinadas ligas, alguns jogos voltaram a acontecer de portões fechados, enquanto alguns campeonatos, como a Premier League, tiveram rodadas adiadas.

A apresentação está prevista para o dia 24 de janeiro, em Quito. Por conta do aumento dos casos da COVID-19, pela variante Ômicron, a CBF reservou voo fretado partindo de Madri para trazer os jogadores que atuam na Europa.

Líder das eliminatórias após 13 rodadas com 35 pontos, a seleção brasileira já está classificada de forma antecipada para a Copa do Mundo do Catar, que será disputada em novembro.