<
>

Olimpíadas: entenda como funciona o judô por equipes e veja como lesão de Maria Suelen pode prejudicar o Brasil na disputa

play
Olimpíadas: Maria Suelen sente lesão no joelho, abandona quartas do judô e está fora de repescagem (0:39)

Brasileira passará por exames em Tóquio para saber a gravidade da lesão (0:39)

As Olimpíadas de Tóquio vão estrear mais uma competição na noite desta sexta-feira. Pela primeira vez nos Jogos, teremos a realização da disputa por equipes mistas no judô. O Brasil, que era um dos fortes candidatos a medalha, acabou perdendo Maria Suelen por contusão e deverá ter que improvisar na categoria peso-pesado.

A competição por equipes também será disputada no lendário Nippon Budokan e funciona da seguinte maneira: os times serão formados por três mulheres e três homens, dos pesos leve (até 57kg no feminino e até 73kg no masculino), médio (até 90kg no masculino e até 70kg no feminino) e peso-pesado (que não possui limite de peso), que necessariamente se classificaram para a disputa individual.

Clique aqui para ver o Quadro de Medalhas das Olimpíadas atualizado e siga os Jogos de Tóquio em TEMPO REAL!

Chaveadas de acordo com o ranking mundial, os times se enfrentam em combates divididos pelo peso. A equipe que conquistar quatro vitórias ganha o confronto. Caso aconteça um empate em três a três, um sorteio é realizado entre as seis categorias e um novo duelo é realizado naquela categoria sorteada, apontando assim a equipe vencedora.

A competição por equipes mistas é disputada no mesmo sistema eliminatório da competição individual. Os times eliminados nas quartas de final retornam para disputarem uma luta na repescagem. Os dois vencedores enfrentam as duas equipes derrotadas nas semifinais na luta pelos dois bronzes. Os finalistas disputam a medalha de ouro.

Com o Japão visto como grande favorito ao ouro e a França à prata, o Brasil era visto como uma terceira força da competição, já que foi bronze na modalidade no Mundial deste ano e no de 2019, além de ter levado a prata no de 2017.

Contudo, Maria Suelen, que seria a representante brasileira na categoria peso-pesado feminina, não irá entrar no tatame. Na derrota para a francesa Romane Dicko, na última madrugada, ela sofreu uma lesão no ligamento patelar do joelho esquerdo e vai precisar passar por uma cirurgia no retorno ao Brasil.

Assim, para tentar ajudar o Brasil a conquistar mais uma medalha no judô, Mayra Aguiar, que foi bronze na categoria até 78kg, deverá assumir a vaga de Maria Suelen e enfrentar judocas bem acima de seu peso.

Caso não use Mayra na categoria peso-pesado, a equipe brasileira irá iniciar todos os confrontos já com a desvantagem de 1 a 0. Por ser cabeça de chave, o Brasil já começa nas quartas de final e enfrentará o vencedor do confronto entre Holanda e Uzbequistão.