<
>

Veja como candidatos ligados ao esporte se saíram nas eleições municipais de 2020

play
Ex-Palmeiras revela surpresa ao ser chamado para ser mesário nas eleições e perder jogo do Brasileiro (2:40)

Ex-goleiro de Palmeiras e Juventus-SP, Marcelo Moreira falou com exclusividade aos Canais ESPN (2:40)

Neste domingo, as eleições municipais de 2020 no Brasil levaram às urnas candidatos a prefeito, vice e vereador com ligação ao esporte, e o ESPN.com.br fez um levantamento do desempenho.

Presidente do Atlético-MG entre 2008 e 2014, Alexandre Kalil conseguiu se reeleger como prefeito de Belo Horizonte (MG) no primeiro turno.

No Rio de Janeiro (RJ), o ex-nadador Luiz Lima, o ex-presidente e o ex-CEO do Flamengo - respectivamente Eduardo Bandeira de Mello e Fred Luz - não avançaram ao segundo turno da disputa pelo executivo.

O ex-judoca João Derly também ficou fora da briga pela prefeitura de Porto Alegre (RS).

Candidato a vice-prefeito em Salvador (BA), o campeão mundial de boxe Acelino Popó Freitas não teve sua chapa eleita.

Atual vice de futebol do clube rubro-negro, Marcos Braz será vereador no Rio de Janeiro entre 2021 e 2024. Goleiro em atividade pelo Remo, Vinícius conquistou uma vaga na Câmara Municipal de Belém (PA).

Ex-jogadores do Corinthians, Dinei e Marcelinho Carioca não foram eleitos como vereadores em São Paulo. A campeã olímpica Maurren Maggi será suplente.

Adriano Gabiru e Paulo Rink não conseguiram se eleger para a Câmara Municipal de Curitiba (PR), enquanto Odvan e Somália também perderam a disputa como vereadores em Campos dos Goytacazes (RJ) e Belo Horizonte respectivamente.