<
>

Seleção brasileira - Richarlison fala sobre celular vazado por Neymar: 'Brincadeira sadia que deu um pouco errado'

Richarlison costuma brilhar dentro das quatro linhas e também diante dos microfones – e não foi diferente em entrevista coletiva virtual pela seleção brasileira nesta terça-feira.

Logo na primeira pergunta, o atacante comentou sobre ter sido um dos modelos para divulgar a nova camisa da seleção brasileira, que homenageia o time campeão na Copa do Mundo de 1970.

“É um prazer enorme vestir a camisa da weleção, ainda mais agora com inspiração na Copa de 70, e com o Zagallo representando. É uma inspiração essa camisa, achei muito bonita. Dei uma ajudada ali, né, com a minha beleza (risos)”, disse.

Outro assunto bem-humorado foi um episódio ocorrido no último mês quando Neymar acidentalmente divulgou o número de telefone de Richarlison, ao ligar para o amigo em meio a uma transmissão ao vivo na Twitch. O astro do PSG recebeu um ‘ban’, enquanto o jogador do Everton precisou trocar de número.

“Eu e o Neymar temos uma amizade muito boa, vivemos trazendo alegria aqui para dentro, queremos levar isso para dentro de campo. Fora de campo viramos amigos também. Ele acabou levando um ‘ban’ nas redes sociais. Ele acabou ligando e mostrando meu número, e os fãs mandaram mensagem. Foi uma brincadeira sadia, mas que deu um pouco errado para ele e pra mim (risos). Eu tive que mudar meu número. Temos uma amizade muito boa. Pintei o cabelo, e ele pintou também, aí disse que ele me imitou.”

A irreverência de Richarlison também foi mostrada ao comentar sobre a relação com Allan, que chegou ao Everton nesta temporada, foi convocado pela seleção brasileira e e inclusive concedeu entrevista coletiva antes dele. "Eu empre brinco com o Allan, que é só para ele roubar a bola e me entregar, que vou decidir lá na frente (risos)".

Porém, o atacante sabe falar de assunto sério, tendo se manifestado em diferentes temas de relevância social fora do futebol.

"Isso é uma coisa que eu bato muito na tecla, principalmente nas redes sociais. Tento ajudar o máximo possível de pessoas. Hoje sou embaixador da USP, ajudando no combate ao coronavírus. Tento levar a minha visibilidade para ajudar as pessoas que precisam. Se tem uma causa importante para ser resolvida, estou sempre botando a cara. Com certeza as autoridades vão olhar com carinho. Uso isso de uma forma correta. Outros jogadores podem ajudar de alguma forma, mas isso é por conta de cada um. São coisas difíceis, nem todos vão colocar a cara", declarou Richarlison, que ainda destacou o papel de Marcus Rashford, do Manchester United, quanto ao tema do engajamento social. "Ajudou muitas crianças na Inglaterra".

A seleção brasileira entrará em campo na sexta-feira, quando jogará no Morumbi contra a Venezuela, às 21h30 (de Brasília), pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022. Já na terça, o compromisso será contra o Uruguai em Montevidéu, às 20h.

play
0:11

Neymar dá risada e explica ban que levou da Twitch: 'Foi por causa do Pombo'

Camisa 10 da seleção levou ban da plataforma de streaming por sete dias depois de mostrar número de Richarlison em transmissão | via Instagram @neymarjr