<
>

UFC: Khamzat Chimaev pede por disputa de título contra Adesanya

A ampla superioridade demonstrada por Israel Adesanya na vitória sobre Paulo Borrachinha na luta principal do UFC 253, realizado no último sábado (26), na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi, não parece ter assustado Khamzat Chimaev. O russo naturalizado sueco, que certamente não carece de autoconfiança, utilizou sua conta oficial no Twitter para desafiar o campeão peso médio (84 kg) do Ultimate (veja abaixo).

Com três convincentes vitórias em pouco mais de dois meses, Khamzat – que estreou no UFC em julho deste ano – se tornou rapidamente uma das novas sensações da organização, tanto por seu desempenho esportivo como por sua postura agressiva e destemida fora dos octógonos. Até o momento, o lutador de origem chechena tem se dividido entre as divisões dos meio-médios (77 kg) e pesos médios, e promete brigar pelo título em ambas as categorias.

“Borz (apelido de Chimaev) está pronto para caçar e tomar o que pertence a ele, Israel Adesanya. Eu estou pronto, faça isso acontecer, UFC”, escreveu Khamzat.

Após derrotar Paulo Borrachinha no UFC 253, Adesanya elegeu Jared Cannonier como o próximo da fila a desafiá-lo pelo título. Antes disso, no entanto, o americano – atual terceiro colocado no ranking da divisão até 84 kg – precisa superar o ex-campeão Robert Whittaker, seu adversário no dia 24 de outubro, pela edição 254 do Ultimate.

Por sua vez, Khamzat Chimaev – que precisou de apenas 17 segundos para nocautear com um soco Gerald Meerschaert no último dia 19 de setembro, no UFC Las Vegas 11 – mirava um duelo contra Stephen Thompson, quinto no ranking dos meio-médios. Mas, ao que tudo indica, a jovem promessa mudou de ideia e busca pular alguns degraus para desafiar o campeão dos médios.

Caso resolva atender ao pedido do sueco, o que é pouco provável, o UFC terá pela segunda vez consecutiva uma disputa de cinturão dos pesos-médios entre atletas invictos em suas carreiras. O campeão Adesanya ostenta 20 triunfos, sendo 15 por nocaute, e nenhum revés no currículo, enquanto Chimaev possui nove vitórias e o cartel zerado na coluna das derrotas.