<
>

UFC: Charles Do Bronx critica 'desrespeito' por Chandler ser reserva de luta por cinturão

Sem atuar desde março deste ano, quando finalizou Kevin Lee em Brasília (DF), Charles Do Bronx segue em busca de um adversário que está acima dele no ranking do peso leve (70 kg) do UFC. No entanto, o brasileiro ainda segue sem sinais de que receberá a oportunidade pedida, o que parece aumentar sua frustração com o evento.

Depois de pedir para enfrentar Tony Ferguson ou Dan Hooker, que estão sem lutas no momento e são os números três e cinco do ranking, respectivamente, Do Bronx ficou inconformado com a notícia que Michael Chandler, recém-contratado pelo Ultimate, será reserva da disputa válida pelo cinturão. O americano, que foi campeão do Bellator, irá substituir Khabib Nurmagomedov ou Justin Gaethje, caso um deles não possa competir no UFC 254, que acontece dia 24 de outubro na ‘Ilha da Luta’.

“Acho a contratação dele boa para a categoria e para os lutadores. É mais um cara duro que vai entrar no meio de um monte de fera. Mas tem que chegar devagar, pois existe muita gente boa esperando. Acho um desrespeito ele ser contratado e já ser cotado para disputar o cinturão da divisão”, disse o atleta da equipe ‘Chute Boxe/Diego Lima’, através de um comunicado enviado à imprensa.

No Ultimate desde 2010, Charles Do Bronx é o recordista de vitórias por finalização na história da entidade, com 14 triunfos deste tipo em seu cartel. Ao todo, em sua carreira, o peso-leve soma 29 resultados positivos, sendo 19 por finalização e oito por nocaute, além de oito derrotas e um ‘No Contest’ (luta sem resultado).